Cotidiano

Goiás recebe 183 mil doses de vacina contra a Covid-19; vacinação em Goiânia começa quarta-feira

Doses chegaram ao fim da manhã em Goiânia. Em Anápolis, vacinação começa nesta segunda-feira, às 17h. Prioridade para receber a vacina inicialmente é de idosos e profissionais da saúde na linha de frente contra a Covid-19

diario da manha

Na manhã desta segunda-feira (18) chegaram a Goiás as vacinas contra a Covid-19. Em Anápolis a campanha de vacinação já tem início nesta tarde, às 17h. Já em Goiânia, que recebeu 30 mil doses do imunizante CoronaVac, segundo o secretário Municipal de Saúde, Durval Pedroso, a vacinação vai começar na quarta-feira (20). Ao todo, o estado recebeu 183.080 doses da CoronaVac.

A campanha de vacinação na capital vai atender primeiro os profissionais que atuam na linha de frente do combate à pandemia e idosos que moram em instituições de acolhimento. Para isso, a aplicação das doses serão feitas direto nas unidades de saúde e nos abrigos. A expectativa é que sejam aplicadas mil doses por dia.

“A estratégia é definida pelo Ministério da Saúde e dentro desses parâmetros nós organizamos a nossa cobertura. As pessoas acima de 60 anos e os trabalhadores da saúde estão inclusos nesse primeiro grupo. É fundamental que se previnam as pessoas mais idosas e os trabalhadores da saúde, que estão em enfrentamento direto contra a Covid-19”, disse Durval.

O secretário ainda ressaltou que nesse momento não serão abertas salas de vacinação, portanto a população não deve ir a unidades de saúde, já que foi feito um levantamento para atender as pessoas que fazem parte desse primeiro grupo.

Segundo o planejamento, todos os idosos em instituições de longa duração serão vacinados. Mas por conta da quantidade limitada de doses, apenas 37% dos profissionais de saúde devem ser vacinados nesse primeiro momento. A prioridade vai para aqueles que atuam em unidades de combate direto da Covid-19.

Esse primeiro grupo será vacinado com a vacina CoronaVac, que foi desevolvida pelo laboratório chinês Sinova em parceiroa com o Instituto Butantan. As pessoas imunizadas receberão duas doses, sendo a segunda até 28 dias depois da primeira vacina. Dessa forma, as 30 mil doses atenderão 15 mil pessoas.

A CoronaVac teve uso emergencial aprovado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) no domingo (17) e agora a distribuição está sendo feita pelo país. Além disso, a agência também aprovou o uso emergencial da vacina de Oxford.

Próximas etapas de vacinação

O secretário de Saúde tambem afirmou que o plano de vacinação para as próximas etapas já está concluído e a capital tem toda estrutura necessária para fazer o processo de imunização. Para evistar aglomerações no local de vacinação o governo pretende disponibilizar um aplicativo para agendamento prévio.

“Quando houver a distribuição ampla da vacina, sete salas de vacina específicas, dedicadas para coronavírus, serão abertas para cada um dos distritos sanitários, bem como um drive-thru no estacionamento do Estádio Serra Dourada. Será feito agendamento para evitar aglomerações”, disse. Esse agendamento será feito por meio de aplicativo e telefone.

*Com informações do G1.

Comentários