Cotidiano

Resgatado piloto que estava perdido em floresta

O piloto ficou perdido na mata durante 36 dias

diario da manha

No último sábado (6), o piloto Antônio Sena, de 36 anos, foi resgatado depois de passar 36 dias perdido na selva amazônica. Antônio desapareceu no dia 28 de janeiro, enquanto realizava um voo entre os municípios de Alenquer e Almeirim, no Pará.

Contudo, em entrevista ao Fantástico, da Tv Globo, ele contou que sua prioridade era buscar água e alimento, seja ele qual fosse. Contou também que passou mais de um mês comendo ovos de aves e frutas que encontrava na floresta.

Sena caminhou na mata por mais de 30 dias, quando encontrou castanheiros de uma localidade chamada Igarapé Puxuri. Assim, ele conseguiu contato com a família através de radio amador e logo foi resgatado. Uma aeronave do Grupamento Aéreo de Segurança Pública do Pará foi quem fez o resgate.

De acordo com os policiais que participaram dos resgates, a aeronave que ele pilotava “parou” de funcionar e ele conseguiu fazer um pouso forçado. “Pousei forçado. Como eu vinha voando baixo em três mil metros e ali tinha serra de dois mil metros e um pouco mais, o tempo que eu tive foi de tentar reacender (o avião) e não consegui ”, recordou Sena.

Contudo, ele também contou que ao entrar na mata bateu nos açaizeiros e entrou de bico no igarapé. Como tudo aconteceu muito rápido ele só se lembra de ter pego sua mochila e um saco de pão e se afastar da aeronave, que tinha muito óleo diesel.

Logo após o desaparecimento, a Força Aérea Brasileira iniciou buscas que duraram cinco dias, mas foram encerradas por não haver nenhum vestígio, nem da aeronave, nem do piloto.

Leia também:

Comentários