Cotidiano

Preso suspeito de cometer crimes contra motoristas de aplicativo de transporte

Suspeito teria feito vítimas em Trindade e Goiânia

diario da manha

A Polícia Civil do Estado de Goiás, por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Veículo (DERFRVA), concluiu a investigação sobre o crime de roubo e estupro contra uma motorista de aplicativo. O crime ocorreu no dia 19 de março deste ano.

Segundo as investigações, a motorista de aplicativo de transporte de passageiros, atendeu a uma solicitação de viagem na Rua Apá, em Goiânia. A corrida tinha como destino o Setor Jardim do Cerrado VII. Ao chegar no final da corrida, o passageiro sacou uma faca e puxou a vítima para o banco de trás, amarrou seus braços com um “enforca gato”, rasgou a blusa da vítima e subiu em cima dela. Entretanto, a motorista conseguiu se livrar do agressor e se soltar do “enforca gato”, tendo jogado spray de pimenta no indivíduo. Ela conseguiu sair do carro e gritar por socorro.

O homem fugiu no veículo, mas o mesmo já foi localizado, com os demais pertences da vítima no Parque Eldorado Oeste, Goiânia. De acordo com os policiais, no final do mês de maio, a 2ª DDP de Trindade deflagrou a Operação Sem Fronteiras, cumprindo assim o mandado de prisão temporária contra Adelson Lima dos Santos. Ele é investigado de ter praticado um roubo e estupro em Trindade, da mesma forma que o crime de Goiânia.

A policia mostrou fotos de Adelson para a vítima dos crimes ocorridos em Goiânia e ela o reconheceu como sendo o autor dos crimes. A justiça optou pela prisão preventiva do autor, que já se encontrava preso no município de Major Isidoro (AL). Ele havia fugido para lá após praticar seus últimos crimes em Goiás. Nesta última segunda-feira (21), o mandado de prisão foi cumprido.

Comentários