Cotidiano

Ampliado sistema de esgotamento de Pirenópolis

“Essa obra mantém a maior riqueza deste município preservada”, afirma governador Ronaldo Caiado, durante solenidade'

diario da manha

O governador Ronaldo Caiado inaugurou, na terça-feira, 29, a ampliação do sistema de esgotamento sanitário de Pirenópolis. O investimento na obra é de R$ 9,3 milhões, sendo R$ 5,1 milhões para a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) e R$ 4,2 milhões aplicados no aumento da rede. Durante agenda no município, Caiado também esteve na central do programa Mais Empregos, na unidade do Vapt Vupt.

As obras da Companhia Saneamento de Goiás S/A (Saneago) consistem na implantação de 18,6 quilômetros de redes coletoras e 1.175 novas ligações. Ao vistoriar a estrutura, Caiado lembrou que as intervenções feitas no local pela gestão anterior jamais resolveram o problema. “Agora não é mais gambiarra. Construímos dois reservatórios enormes. Temos uma estação de tratamento de esgoto capaz de atender toda Pirenópolis”, assegurou.

O governador esteve na ETE, na GO-338, ocasião em que conheceu os detalhes técnicos das obras. O investimento na estação, cuja eficiência de remoção de matéria orgânica é de 93,8%, também inclui construção de caixa de distribuição, caixa de areia, reator anaeróbio com dois módulos de 500 m³ cada, dois leitos de secagem e duas lagoas de tratamento.

O investimento beneficia cerca de 4 mil pessoas de nove bairros: Alto do Bonfim, Centro, Estrela D’Alva, Jardim Pireneus, João Figueiredo, José Ayres, Neném Jaime, Santa Bárbara e Vila Nhonho Godinho.

“Essa obra significa manter a maior riqueza deste município preservada”, disse o governador. “O esgoto não vai para os nossos rios, e nossas nascentes e mananciais serão todos conservados”, declarou. Para ele, o avanço é fruto da “responsabilidade e compromisso com a população” e garante condições para preservação do meio ambiente “para as próximas gerações”.

“De imediato, vamos atender um terço da população com tratamento de esgoto. Mas, devido à concentração de imóveis comerciais, o volume produzido é muito maior. São mais de 200 estabelecimentos na região beneficiada, entre pousadas, restaurantes e outros”, destacou o presidente da Saneago, Ricardo Soavinski.

Comentários