Cotidiano

Casal é preso por vender falsas vagas em cursos de medicina

De acordo com a Polícia Civil, o casal chegava a vender vagas por R$ 150 mil e ameaçava vítimas caso elas o denunciassem

diario da manha
Dinheiro, relógios e computadores foram apreendidos com casal.(Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Um casal foi preso na última segunda-feira, 26, em Campo dos Goytacazes, interior do Rio de Janeiro, por vender falsas vagas em cursos de medicina em diversas faculdades do Brasil.

Alaor da Cunha Filho e Mayara Soares Pimassoni ostentavam uma vida de luxo, com carro avaliado em R$ 700 mil, além de relógios, comuptadores e uma casa em condomínio de luxo.

De acordo com Polícia Civil de Goiás (PCGO), uma vítima de Goiás caiu no golpe. A fraude se consistia em ofertas fáceis de transferências de matrículas de faculdades cursadas no exterior para instituições públicas e privadas no país.

O valor da facilidade de transferência variava de acordo com a classe social da vítima, custando entre R$ 30 mil e R$ 150 mil. Após a efetuação dos pagamentos, os autores cessavam os contatos e ameaçavam as vítimas caso houvesse denúncias às autoridades.

As Polícias Civis de Goiás, Rio de Janeiro, Maranhão, Minas Gerais e Mato Grosso chegaram à conclusão de que o casal praticava o golpe por todo o país.

A PCGO realizou o sequestro de mais de R$ 1 milhão em bens, além de diversos relógios de luxo, dinheiro em espécie, computadores e telefones.

O casal se econtra preso no Rio de Janeiro, à disposição da Justiça.

Leia também

Comentários