Cotidiano

Esposa é suspeita de mandar matar o marido e o filho é investigado

O filho pagou a execução do pai, com o próprio dinheiro que o homem deu

diario da manha
Foto/PC

Nessa segunda-feira (09) a Delegacia de Polícia (DP) Bela Vista de Goiás, cumpriu o mandado de prisão temporária para a esposa de, João Fábio da Silva, assassinado na madrugada do dia 23 de abril deste ano, enquanto trabalhava como frentista em um posto de gasolina na cidade de Bela Vista.

A mulher é suspeita de ser a mandate do crime, e o filho da vítima também é investigado como um dos autores do homicídio. Ele está preso desde o dia 21 de julho deste ano, junto com outros dois executores. Mãe e filho são investigados por homicídio qualificado.

As investigações comprovaram que o filho da vítima mandou matar o próprio pai pela quantia de R$ 6 mil ofertada a um dos executores que, por sua vez, ofereceu a quantia de R$ 3 mil ao comparsa para que este lhe emprestasse a arma de fogo e o levasse ao local do crime em uma motocicleta. Com o cumprimento da prisão temporária da esposa da vítima, espera-se comprovar a participação dela no homicídio como mandante, como já está demonstrado em relação ao filho.

Segundo a DP, o filho pagou a execução com o dinheiro do próprio pai, adquirido dias antes, por meio da venda de uma casa. A investigação apontou que o ele cometeu o crime para ficar com o dinheiro e bens do próprio pai e também porque o pai não aceitava a orientação sexual dele.

A arma de fogo foi apreendida na residência de um terceiro, sendo lavrado Auto de Prisão em Flagrante (APF) contra esta pessoa pela posse de arma de fogo no dia 20 de julho último.

Leia Também

Comentários