Cotidiano

Ex-jogador do Afeganistão morre ao tentar se agarrar em avião

Anwari seria um dos jogadores da seleção que tentaram deixar o país no caos Taleban

diario da manha

Zaki Anwari, de 19 anos, era ex-jogador de base do Afeganistão e foi identificado como uma das vítimas mortas no caos registrado no aeroporto de Cabul na última segunda-feira, 16.

Segundo Ariana News, agência de notícias Afegã, Anwari foi uma das pessoas que tentaram se agarrar a um avião militar dos Estados Unidos durante decolagem.

A morte do jovem foi confirmada por um órgão esportivo do Afeganistão. Nas redes sociais, amigos e antigos treinadores lamentaram a perda do jogador. Ele foi um de muitos que tentaram sair do país, após a tomada do poder pelo grupo Taleban.

Na decolagem do grande cargueiro militar norte-americano C-17, as cenas de dezenas de pessoas buscando se agarrar ao trem de pouso, chocou o mundo. A gravação mostrou quando dois corpos, pendurados à asa do avião, caíram após a aeronave ganhar altitude.

Não se sabe com precisão como ocorreu a identificação do corpo de Anwari. Conforme informações de diferentes agências, restos mortais do jovem teriam sido encontrados no avião, junto a uma roda, quando houve a tentativa de um pouso de emergência do Qatar.

Atletas relataram o desespero com a volta do Taleban, que tomou o país de 1996 a 2001 e perseguiu esportistas, sobretudo mulheres. Jogadoras da seleção foram orientadas a excluir de suas redes sociais referências à carreira, e abandonarem suas casas, procurando abrigo de familiares.

Segundo informações do Tempo, dois esportistas que defenderiam o país nos Jogos Paraolímpicos de Tóquio, mas não conseguiram embarcar, pois os voos comerciais foram todos cancelados. Zakia Khudadadi, que iria competir no parataekwondo, divulgou um vídeo, pedindo ajuda para partir ao Japão, mas não obteve sucesso.

Zaki Anwari
Divulgação Zaki Anwari

Leia também:

Comentários