Cotidiano

Araguapaz: Gracinha Caiado entrega 153 cartões do programa Mães de Goiás

Cada chefe de família receberá valor de R$ 250 por mês para garantir segurança alimentar de crianças de até seis anos de idade. Em todo Estado, serão beneficiadas 100 mil mães, com investimento total de R$ 219 milhões

diario da manha

A coordenadora do Gabinete de Políticas Sociais (GPS) e presidente de honra da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), primeira-dama Gracinha Caiado, entregou dezenas de cartões do Programa Mães de Goiás a beneficiárias de Araguapaz, na Região do Vale do Araguaia, nesta terça-feira (14/09). Ao todo, foram disponibilizados 153 cartões, cada um com um crédito de R$ 250, para auxiliar na segurança nutricional das crianças de zero a seis anos.

“Nossa missão é poder ajudar todos que precisam do apoio do governo, todos que vivem em situação de vulnerabilidade. Dessa forma, chegamos aqui hoje em Araguapaz”, comemorou Gracinha Caiado. “Acreditamos que investir nas mães de Goiás é investir em todo o Estado. Este cartão vai garantir alimentação e medicamentos dos seus filhos”, reforçou a primeira-dama às mães presentes na solenidade. Além de Araguapaz, ainda nesta semana, os municípios de Mozarlândia, São Miguel do Passa Quatro, Urutaí, Edéia, Joviânia e Caçu também vão receber o benefício.

Em agradecimento, o prefeito de Araguapaz, Gabriel Fornieles Moreira, elogiou os esforços da área social do Governo de Goiás. “Dona Gracinha está de parabéns pela excelência do trabalho que vem desenvolvendo. Araguapaz está sendo uma das primeiras cidades a ser contemplada por esses cartões. Muito obrigado”, disse. O chefe do Executivo municipal também lembrou que o Estado destinou recursos para obras de infraestrutura. “Nosso governador liberou R$ 1 milhão para fazer o recapeamento do asfalto e logo já vai começar a aparecer [as melhorias] em nossa cidade”, completou.

O Programa Mães de Goiás institui auxílio financeiro no valor de R$ 250 por mês e atenderá, em todo o Estado, 100 mil mães. O investimento total é de R$ 219 milhões, viabilizados pelo Fundo de Proteção Social do Estado de Goiás (Protege Goiás). As famílias contempladas serão atendidas por meio de um calendário progressivo, que incluirá todos os beneficiários em até 10 meses.

A secretária de Assistência Social do município também reconheceu a importância do programa para as mães de Araguapaz. “O Mães de Goiás vai fazer a diferença real na vida destas 154 mães que foram selecionadas para participar do programa. Desde já, agradecemos muito ao Governo de Goiás e a todos vocês”, ressaltou.

Também presente na solenidade, o deputado estadual Amilton Filho pontuou que a Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) foi ágil na aprovação do projeto de lei para a criação do programa em virtude da relevância e poder de transformação na vida das famílias beneficiadas. “Assim que Ronaldo Caiado apresentou esse projeto a gente aprovou de forma quase imediata. Hoje estamos beneficiando centenas de mães no momento em que elas mais precisam”, e completou: “Não é um cheque sem fundo, é um dinheiro que está na conta, está no cartão”.

Beneficiadas
O sentimento de gratidão é unânime entre as mães beneficiadas. “Esse dinheiro vai me ajudar muito. Sou mãe solo, pago aluguel e estou sem emprego”, contou Keila da Silva Santos, de 31 anos, mãe de três crianças. “A primeira coisa que vou fazer agora é ir ao mercado e comprar comida para os meninos. Agora vai dar um alívio e a tendência é melhorar”, ressaltou Keila.

Da mesma forma, Glaciane Martins Silva, 23 anos, e mãe de três filhos, manifestou sobre a dificuldade em trabalhar sem nenhuma rede apoio. “Com três crianças e devido à pandemia, não tem como sair para trabalhar. Não tenho com quem deixar meus filhos, então fico em prol deles o tempo todo”, destacou a mãe. “Moro em zona rural e não tenho ninguém para ajudar. Para mim, esse recurso vai ser muito benéfico, para comprar alimentação e não faltar em casa”, relatou Glaciane.

Até o momento, já foram entregues 1.023 cartões em Itaberaí; 1.336 em Jaraguá; 138 em Americano do Brasil; 436 em Anicuns e 165 em Vila Propício.

Fotos: Lucas Diener

Comentários