Cotidiano

Com "crise de ciúmes' homem tenta matar a ex queimada em Catalão

Jovem ficou escondida por três horas, e foi socorrida após chegar em uma estrada asfaltada da região

diario da manha

Uma mulher, de 24 anos, foi agredida e teve o corpo queimado pelo ex, durante uma tentativa de feminicídio, em Catalão, na última quarta-feira, 13.

De acordo com as informações divulgadas, a vítima foi encontrada em uma estrada da região, com diversos ferimentos pelo corpo e com queimaduras.

A delegada da Delegacia Especializado de Atendimento à Mulher (Deam) de Catalão, Dra. Alessandra, a equipe policial foi informada por uma pessoa que socorreu a vítima sobre o caso.

“Em depoimento a vítima afirmou que teve um relacionamento com autor de quatro anos, e que há dois meses os dois estavam separados, mas estavam conversando tranquilamente”, informa a delegada.

Alessandra afirmou que na terça-feira, 12, o rapaz começou a mandar mensagens para ex, nas quais afirmava que ela estava conversando com outro homem e por fim a mulher optou por bloquear o jovem.

“Ele foi atrás dela ontem, obrigou ela a entrar no carro dele e levou ela para uma estrada vicinal. Lá eles brigaram, bateu nela, e depois ele jogou álcool e ateou fogo nela”, comenta.

De acordo com a delegada o rapaz fugiu logo depois de jogar fogo no corpo da vítima e a deixou sozinha no meio do mato. A investigadora informou também que a mulher conseguiu apagar as chamas “ela foi tirando a roupa, rolou no chão e conseguiu apagar as chamas”.

Alessandra informou que a jovem ficou por aproximadamente duas a três horas escondida e depois saiu de onde estava para procurar por ajuda. “Ela ficou escondida por três horas, e depois caminhou até chegar em uma rua asfaltada, onde encontrou uma pessoa que a socorreu e a levou para o hospital”.

Conforme relatado pela delegada, o rapaz que socorreu a vítima, ligou para a Polícia e informou que ela havia sido vítima de uma tentativa de feminicídio e que estava a caminho do hospital com a vítima.

Em relação ao suspeito do crime, a delegada da Deam informou que o mesmo ainda não foi preso e segue foragido. A moça por outro lado segue internada em uma unidade de saúde na qual recebe todos os cuidados médicos devidos.

Leia também:

Comentários