Coronavírus

CPI da Covid apresentará relatório capaz de marcar a história do país

Para o senador Rogério Carvalho, a CPI comprovou a criminosa tese central da imunidade de rebanho

diario da manha

O senador Humberto Costa (PT-PE) afirmou em recente entrevista que “A CPI vai apresentar um relatório consistente, sólido, capaz de marcar a história do país”. O resultado da CPI vai render, além de insônia, processos e penas duras ao presidente Bolsonaro, afirmou Humberto, depois de lembrar da sucessão de crime apurados. Para o senador petista, um dos parlamentares mais atuantes na CPI, é importante que o relatório e suas consequências sirvam de exemplo para que tal situação jamais se repita.

Advogado aparece tomando banho durante julgamento

Para o senador Rogério Carvalho, a CPI flagrou, confirmou e comprovou a criminosa tese central da imunidade de rebanho, que o governo, combinado com agentes privados, tentou impor ao país. Segundo ele, um caso de “crime doloso”, porque sabiam que podiam causar uma tragédia, o que acabou ocorrendo com a morte de mais de 600 mil mortes. “O governo agiu para expandir a contaminação, difundiu a ideia da falsa proteção por meio de um ineficaz tratamento precoce e promoveu testes criminosos em cidades e seres humanos“, afirmou Rogério.

Para os senadores, a CPI cumpriu um papel fundamental de alertar e mobilizar a sociedade para enfrentar os desmandos do governo federal que negou o vírus, atacou a política de distanciamento, o uso de máscaras e, por fim, até as vacinas. Os depoimentos desta segunda-feira, segundo Humberto, ao trazer as vítimas e parentes de quem perdeu seus familiares, demonstrou a dimensão e a profundidade da tragédia individual e coletiva a que a sociedade foi submetida. Uma luta que teve início em 2020 com a defesa do Auxílio Emergencial e a resistência ao negacionismo, de acordo com o senador Rogério.

Comentários