Cotidiano

Instabilidade faz Facebook ter queda acima de 5% na Bolsa dos EUA

Além do Facebook, Instagram e WhatsApp também segue fora de funcionamento

diario da manha
06/01/2020. REUTERS/Dado Ruvic/Ilutração/Foto de arquivo

A queda do Facebook e de outras redes sociais mexeram também nas ações da empresa na Bolsa de Valores de Nova York, a empresa caiu 5% em ações nesta segunda-feira, 4.

De acordo com as informações divulgadas até o momento, às 16h40 de hoje, o valor da queda das ações da empresa era de 5,11% e estavam sendo vendidas a US$ 325,49.

No Brasil a queda das ações da empresa também foram verificadas no mesmo horário, e chegavam a 4,93% de declínio, com as ações sendo comercializadas a R$ 63,20.

Embora a empresa de Marc Zuckerberg não esteja listada na bolsa do Brasil, é possível investir na rede social nos BDRS, ou seja, recibos que replicam as ações das empresas estrangeiras que tem negociação em bolsas internacionais.

Além do Facebook, outros aplicativos administrados pela empresa como Instagram e WhatsApp também se encontram fora do ar, desde o início da tarde de hoje, e até o momento não há previsão para que o serviço seja reestabelecido.

A queda além de afetar as ações da empresa na Bolsa, também prejudicou mais de 1 bilhão de usuários em todo o mundo. Até o momento não se sabe ao certo o que ocasionou a queda dos aplicativos, e o WhatsApp e o Face apenas informaram que estão trabalhando para reestabelecer o funcionamento dos aplicativos.

Leia também:

Comentários