Cotidiano

Oito suspeitos morrem em confrontos com a PM durante o final de semana

.

diario da manha

Em pouco mais de 24 horas, oito suspeitos de diferentes crimes morreram após trocarem tiros com policiais militares em Goiás. Este foi o final de semana com o maior número de confrontos seguidos de mortes registrados em 2021.

Na sexta-feira em Goianira, cidade que fica na região metropolitana de Goiânia, militares do Tático da 48ª CIPM foram recebidos a tiros quando tentaram abordar três suspeitos de tráfico de drogas e homicídios. Após o confronto, que deixou os três suspeitos mortos, quatro armas de fogo foram apreendidas.

Neste mesmo dia, no Setor Criméia Leste, em Goiânia, um foragido da justiça, que estava armado com um revólver calibre 32, também levou a pior após atirar contra uma equipe do Tático do 9º BPM. Outro confronto, desta vez no sábado, aconteceu em Caldas Novas, onde um homem que segundo a PM possuía inúmeros antecedentes criminais, e era ligado a uma facção criminosa, também reagiu após ser abordado por uma equipe de motociclistas da corporação. Além de um revólver calibre 38, o suspeito, que chegou a ser socorrido, mas não resistiu, estava com porções de cocaína, maconha e crack.

Ainda no sábado, militares da Companhia de Policiamento Especializado (CPE)de Caldas Novas trocaram tiros com um suspeito de tráfico de drogas na GO-330, entre as cidades de Catalão e Ouvidor. Além de uma pistola calibre 380, várias porções de drogas foram apreendidas.

Em Santa Rita do Araguaia, cidade distante 500 quilômetros de Goiânia, dois jovens que seriam integrantes de uma perigosa facção criminosa morreram após trocarem tiros com policiais da Companhia de Policiamento Especializado (CPE). Após o confronto, foram apreendidos dois revólveres calibre 38, uma balança de precisão, porções de crack, e quase dois quilos de maconha. A PM não informou nomes, nem idades dos oito mortos durante o final de semana.

Rota 190

Desarticulada quadrilha que roubou joias no camelódromo


Quatro integrantes de uma quadrilha especializada em roubar jóias foram presos pela Rotam. No final da semana passada, um dos criminosos, em uma ação ousada, levou R$ 200 mil em jóias de um comerciante que estava dentro do Camelódromo de Campinas. Como o roubo foi filmado, os policiais da Rotam conseguiram identificar o ladrão, e chegaram até os três comparsas dele. Além de recuperarem todas as jóias roubadas do comerciante, os PMs também apreenderam dois carros que eram usados pela quadrilha. Nomes e idades dos quatro presos não foram divulgados.

Homem que colocou fogo na ex-mulher se entrega
Após notícia publicada neste espaço na sexta-feira passada, com pedido de ajuda para que a população denunciasse onde o foragido poderia estar, o homem que espancou e ateou fogo no corpo de sua ex mulher no último dia 13 de outubro em Catalão, na região sudeste de Goiás, se apresentou à Polícia Civil. Em depoimento, Robson Martins, 29 disse que tentou matar a ex esposa porque não aceitava o fim do relacionamento, que durou quatro anos. Com queimaduras de 2º e 3º graus, a ex mulher dele, que tem 24 anos, continua internada em estado grave, em Goiânia.

Batalhão Rural prende homicida em flagrante
Durante a realização de um cadastro na zona rural de Goianésia, militares do Batalhão Rural escutaram alguns disparos em uma propriedade vizinha, e, ao chegarem rapidamente no local, viram um homem caído ensanguentado, e outro correndo a pé, com um revólver nas mãos. Alcançado e preso, o autor dos disparos foi algemado. Os mesmos policiais que efetuaram a prisão do homicida ainda tentaram socorrer a vítima, que acabou falecendo alguns minutos após dar entrada no Hospital Municipal. A PM não divulgou nomes e idades da vítima, nem do autor.

Comentários