Cotidiano

Operação da PF contra o narcotráfico cumpre prisão de playboys em Goiás

.

diario da manha

Uma ação da Polícia Federal contra o narcotráfico desencadeada ontem em 10 estados prendeu, em Goiás, alguns “playboys” que ostentavam vida de alto luxo em redes sociais. Um deles, bastante conhecido e bem relacionado na capital goiana, já havia sido preso há dois anos, acusado de tráfico internacional de drogas.

A ação desencadeada ontem pela PF cumpriu 247 mandados de prisão, e 249 de busca e apreensão em Minas Gerais, Goiás, Rio de Janeiro, Rondônia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Alagoas, Tocantins, e Espírito Santo. Todos os mandados foram expedidos pela 4ª Vara Criminal de Uberlândia, cidade que serviu como base para as investigações da PF.

Pelo que ficou apurado, o grupo criminoso operava um estruturado esquema de tráfico de drogas e preparava entorpecentes para a comercialização mediante o emprego de insumos químicos adquiridos por empresas regularmente cadastradas. Em apenas sete meses, os traficantes compraram, no mercado regular, insumos capazes de manipular mais de 11 mil toneladas de cocaína.

Depois de pronta, a droga era remetida de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará e Rondônia para o Triângulo Mineiro, de onde era disseminada para várias regiões do Brasil, com foco principal para Minas Gerais, Goiás, Espírito Santo, e Rio de Janeiro. Os criminosos também, ainda de acordo com as investigações da PF, comercializavam armamentos pesados para ladrões de bancos e traficantes do Rio de Janeiro.

Em pouco mais de um ano, a quadrilha movimentou mais de R$ 2 bilhões. Para não chamar a atenção sobre os altos valores adquiridos com a venda de drogas, os traficantes usavam um sofisticado esquema de lavagem de dinheiro, com a utilização de empresas de fachada, e a aquisição de postos de combustíveis, hotéis, fazendas, imóveis, veículos, e embarcações de luxo.

Preso pela segunda vez
A Polícia Federal não divulgou nomes nem idades dos presos, mas a reportagem do Diário da Manhã descobriu que um deles, que tem 30 anos, já havia sido autuado em uma operação, também contra o narcotráfico, desencadeada pela Polícia Civil de Goiás em agosto de 2019. Este jovem, que tem uma empresa de factoring, é muito bem relacionado em Goiânia, e, assim como a maioria dos outros presos na operação de ontem, tinha uma vida de alto luxo, e ostentava viagens e conquistas nas redes sociais. A prisão dele foi realizada em um condomínio fechado de alto luxo. Além das prisões, a PF também conseguiu o confisco de bens, e o bloqueio de contas bancárias dos investigados.

Rota 190

Justiça solta médico acusado de molestar pacientes

Já está em liberdade desde segunda-feira o médico ginecologista e obstetra Nicodemos Júnio Estanislau Morais, 32. Denunciado até agora por mais de 50 mulheres, que afirmam terem sido molestadas durante, ou após as consultas, o médico estava preso desde o último dia 29 de setembro em Anápolis. Apesar de ter sido solto, ele não poderá se aproximar das denunciantes, e será monitorado por uma tornozeleira eletrônica. A defesa de Nicodemos Morais garante que ele é inocente, e realizava apenas procedimentos normais à profissão, o que contraria as versões apresentadas até agora pelas vítimas. A investigação continua, e, caso seja necessário, a Polícia Civil poderá solicitar à justiça, um novo mandado de prisão contra o médico. Ministério Público diz que vai recorrer.

Casal diz ter sido torturado por fazendeiro

Com vários hematomas pelo corpo, um homem de 28 anos, e a esposa dele, de 39, procuraram a Polícia Civil, e denunciaram terem sido torturados por um fazendeiro em Santa Cruz de Goiás, cidade que fica na região sudeste do estado. As agressões, segundo o casal, aconteceram durante um churrasco. Após serem espancados com tapas, murros e com a lâmina de um facão, o casal, que havia começado a trabalhar para o fazendeiro na semana passada, fugiu correndo a pé, e passaram a noite escondidos em uma mata. Eles afirmaram que estão com medo, e por isso retornarão à cidade em que moravam. A Polícia Civil pretende ouvir o fazendeiro ainda nesta semana.

Ladrões de carro morrem em confronto com a Rotam

Dois homens que roubaram um carro pela manhã em Brasília morreram poucas horas depois após trocarem tiros com militares da Rotam em Santo Antônio do Descoberto, cidade goiana que fica no Entorno do Distrito Federal. Além de recuperarem o veículo, os PMs encontraram, no banco traseiro, 10 peças de maconha. Uma pistola e um revólver que tinha o brasão da Polícia Militar do Piauí também foram apreendidos após o confronto. A PM não divulgou nomes nem idades dos dois mortos que, suspeita-se, seriam integrantes de uma quadrilha que rouba veículos e trafica drogas naquela região.

Comentários