Cotidiano

Polícia prende mulher e filhos que planejaram execução de casal em Itaberaí

.

diario da manha

Uma mulher e os dois filhos dela foram presos pela Polícia Civil acusados de participação no assassinato de um casal em Itaberaí, cidade distante 100 quilômetros de Goiânia. As vítimas foram mortas no lugar do filho, que já havia se relacionado com uma das agora indiciadas.

De acordo com as investigações, a história que culminou com a execução, na noite de quarta-feira da semana passada, de Ronimar Rodrigues de Mendonça, 48, e da esposa dele Rosimeira Cândido da Silva, 47, teve início há quatro meses, quando um filho dela, de primeiro nome Iago, começou a se relacionar com Jokassa Evangelista. O jovem e a mulher se mudaram para o Mato Grosso, mas, após um desentendimento na semana passada, Jokassa voltou para Itaberaí, e reatou o romance com um ex companheiro.

Na manhã de quarta-feira, Iago foi até a casa de Jokassa em Itaberaí, a agrediu, pegou conversas dela com outros homens no celular, colocou em vários grupos, e danificou, com um pedaço de madeira, a camionete do companheiro dela. A mulher fugiu para a casa de sua mãe Simone Evangelista da Silva, que mora em Itauçu, e relatou o que havia acontecido a ela, e também para seu irmão Jonathan Junior Evangelista da Silva.

Mãe e filhos então contrataram Rafael Lopes Barbosa, que possui inúmeros antecedentes criminais por delitos graves, como roubo, tráfico de drogas, agressões e ameaças, para matar Iago. No final da noite de quarta-feira, Rafael e Jonathan foram até Itaberaí, e, chegando na casa de Iago, chamaram pela mãe dele, que abriu a porta. Ao constatarem que o jovem não estava no imóvel, os dois decidiram matar o casal, que foram obrigados a ficarem de joelhos, e receberam disparos na cabeça.

Festa no prostíbulo
Após o duplo homicídio, Rafael e Jonathan retornaram para Itauçu, e, segundo o delegado Kléber Toledo, titular do Grupo de Investigações de Homicídios (GIH) de Itaberaí, passaram a madrugada em um prostíbulo, comemorando o crime. Quando presos, Jokassa e seu irmão confessaram que toda a trama criminosa foi arquitetada pela mãe deles.

Um ex policial militar, que vivia com Jokassa, também teve sua prisão temporária decretada, mas o GIH ainda está apurando se ele teve, ou não, participação no duplo homicídio. Segundo a Polícia Civil, a divulgação dos nomes e imagens dos indiciados foi autorizada através do Despacho nº 748/2021 – 4ª DRP no Processo SEI 202100007078557, nos termos da Portaria n° 547/2021-DGPC.

Rota 190

Homem morre com pedrada na cabeça na 44

Mesmo com imagens de câmeras de segurança, a Polícia Civil ainda não conseguiu identificar quem é o homem que matou, com uma pedrada na cabeça, na região da Rua 44, no Centro de Goiânia, José Francisco Rocha, 38. A discussão entre vítima e autor, que trabalhavam como carregadores informais, aconteceu no último dia 25 de setembro. José Francisco ficou internado por uma semana, mas morreu no início da semana passada. Testemunhas contaram que os dois eram amigos, mas teriam discutido por causa de uma mala. Como grande parte das pessoas que ali trabalham de forma informal são de outros estados, a suspeita é que o autor da pedrada já tenha fugido de Goiás.

Desbaratada “quadrilha do PIX” em Rio Verde
Três golpistas foram presos, e um acabou morto durante ação da Polícia Civil em Rio Verde, na região sudoeste de Goiás. O grupo criminoso atraía as vítimas para um encontro após postarem fotos como se fossem mulheres, em sites de relacionamento. Duas vítimas contaram terem sido mantidas reféns e obrigadas a fazer transferências bancárias após irem a determinado local para supostamente conhecerem uma garota. No momento em que abordaram os criminosos, que estavam em um carro, o motorista tentou atropelar um dos policiais, que disparou contra o veículo. Os bandidos fugiram, mas pouco tempo depois um deles foi deixado baleado pelos comparsas em uma unidade de saúde, onde acabou falecendo. Os outros três, que não tiveram nomes, nem idades divulgados, foram identificados, localizados e presos ainda em flagrante. Alguns deles, segundo a polícia, são travestis.

COD e CPE flagram traficante que agia em Novo Gama
Em apoio a colegas da Companhia de Policiamento Especializado (CPE) de Luziânia, militares do Comando de Operações de Divisas (COD) seguiram até Novo Gama, cidade goiana que fica no Entorno do Distrito Federal, para averiguarem uma denúncia sobre um intenso tráfico de drogas. No Bairro Pedregal, as equipes abordaram um suspeito, que tinha, dentro de uma mochila, 66 porções de crack já embaladas, e prontas para a venda, além de R$ 4.476 em dinheiro. Ao ser flagrado, ele confessou que o dinheiro tinha sido obtido com a venda de drogas. Autuado em flagrante, o traficante, que não teve o nome, nem a idade divulgados, poderá passar, caso seja condenado até 15 anos na prisão.

Comentários