Cotidiano

Por ciúmes da namorada, traficante mandou matar e queimar corpo de motorista de aplicativo

.

diario da manha

Já estão na cadeia os dois homens que no último dia seis de junho mataram em Trindade, na região metropolitana de Goiânia, um motorista de aplicativo. As investigações apontam que o crime foi praticado por um traficante, que estaria com ciúmes de sua namorada.

Alciona Oliveira Andrade, 47, segundo apurou a equipe do Grupo de Investigações de Homicídios (GIH) de Trindade, foi assassinado com facadas deferidas por Lucas Fausto Vieira Nascimento, e Vinícius Augusto Lima da Silva. Quando presos, eles confessaram o crime, e afirmaram terem sido contratados para matar o motorista de aplicativo pelo namorado de Francielly Damasceno Vieira.

A mulher, ainda de acordo com o relato dos próprios presos, foi quem solicitou a corrida junto à vítima, mas na hora em que Alciona Andrade chegou, foram eles que entraram no carro. Pelo que apuraram os policiais, o traficante encomendou o crime porque estaria com ciúmes de Francielly, que sempre solicitava corridas com o mesmo motorista.

Ao saber da prisão de Lucas Fausto e Vinícius Augusto, Francielly fugiu de Trindade, e ainda não foi localizada. Informações sobre o paradeiro dela, que já teve sua prisão decretada pela justiça, podem ser repassadas à Polícia Civil pelo telefone 197. O denunciante não precisa se identificar.

O namorado dela, que foi quem encomendou o assassinato, já foi identificado pela polícia, mas também segue foragido. Para não atrapalhar as investigações, o GIH de Trindade preferiu não divulgar o nome, nem a idade dele.

Queimado vivo
Apesar de Lucas Fausto e Vinícius Augusto terem afirmado que atearam fogo no corpo e no carro da vítima apenas para apagar qualquer tipo de prova, a polícia tem indícios de que Alciona Andrade ainda estava vivo quando foi incendiado. Como os dois presos e a mulher que segue foragida são suspeitos de outros delitos, a Polícia Civil decidiu divulgar nomes e idades deles à imprensa.

A divulgação das imagens e identificações dos presos foi precedida nos termos da Lei nº. 13.869/2019, portaria n.º 02/2020 – PC e Despacho do Delegado Geral n.º 000010828006. A finalidade é localizar os foragidos e encorajar testemunhas a comparecerem na Delegacia. Qualquer informação será totalmente sigilosa e poderá ser feita através do telefone 197, ou (62) 3506-4709.

Rota 190

Caçador que ajudou a procurar Lázaro é preso por estupro
O caçador de onças de apelido “Babaçu”, que em junho passado ficou conhecido nacionalmente por ter se oferecido para ajudar os policiais a encontrar o criminoso Lázaro Barbosa, 24, que passou 20 dias escondido em uma mata perto de Águas Lindas de Goiás, foi preso acusado de estuprar uma adolescente de 16 anos. A garota, que mora em São Miguel do Araguaia, disse que Babaçu a violentou sexualmente depois de lhe dar alguns presentes, e depois afirmou que mataria a família dela caso fosse denunciado. Após ser preso, o caçador tentou fugir de uma sala da delegacia enquanto aguardava para ser ouvido, mas foi contido, e algemado em uma cadeira, já que a unidade policial não dispõe de celas. A Polícia Civil não divulgou o teor do depoimento dele, que já foi transferido para o presídio da cidade, onde aguardará julgamento pelo crime de estupro.

Gangue da marcha a ré arromba loja em Trindade


Uma modalidade criminosa que surgiu em São Paulo voltou a ser registrada em Goiás depois de mais de dois anos sem o relato de ocorrência semelhante. No volante de um Gol modelo antigo, um criminoso colocou o carro de ré na calçada, e, em alta velocidade, arrebentou a porta de aço de uma loja que fica no Setor Maysa 1, em Trindade, na região metropolitana de Goiânia. Depois do arrombamento, o bandido entrou no estabelecimento, e furtou 17 aparelhos de telefone celular, deixando um prejuízo de mais de R$ 50 mil. Imagens de câmeras de segurança, que mostram que o carro tinha dentro também uma mulher e uma criança no banco traseiro, devem ajudar a polícia a identificar o ladrão.

Homem que assassinou o namorado se entrega à polícia
A Polícia Civil esclareceu o assassinato de um homem de 54 anos que foi encontrado morto no último dia 22 de outubro no Rio dos Patos, em Barro Alto, cidade distante 244 quilômetros de Goiânia. As investigações apontam que o crime foi praticado por um namorado dele, que tem 27 anos, e que se entregou à Polícia Civil na última segunda-feira. Em depoimento, o suspeito confessou o assassinato, disse que se relacionava escondido há cinco anos com a vítima, e que decidiu matá-lo porque estava sendo obrigado a terminar com sua atual namorada. Familiares da vítima contaram que ele já havia sido esfaqueado pelo namorado no dia 28 de agosto, mas não contou nada para eles, e nem quis registrar ocorrência na polícia.

Comentários