Cotidiano

Casal matou homem em boate de Anápolis para vingar assassinato

.

diario da manha

Um casal que era procurado por ter executado a tiros um homem na frente de várias pessoas dentro de uma boate na cidade de Anápolis foi capturado no momento em que já haviam fugido daquela cidade, com destino à Goiânia. No carro em que eles estavam, os policiais apreenderam uma arma de fogo, e munições.

A prisão efetuada por agentes do Grupo de Investigações de Homicídios (GIH) de Anápolis aconteceu na BR-153, perto da praça de pedágio que fica em Goianápolis. Dentro de um Fiat Pálio, estavam um homem de 39 anos, e a esposa dele, de 25, que vinham sendo monitorados desde o início deste mês.

O casal, de acordo com as investigações, é o responsável pelo assassinato de Dioney Apolônio Palazzo Ferreira, 36, que foi executado com vários tiros, dentro de uma casa noturna localizada na Rua Brasiliense, no Setor Calixtolândia, na noite do último dia 30 de setembro. Câmeras de segurança de comércios próximos à boate, conhecida como “Pistolão”, registraram o momento em que o homem invadiu o estabelecimento, efetuou os disparos, e depois fugiu no carro que era dirigido por sua esposa.

A vítima dos disparos, segundo apurou a polícia, era suspeito de ter participado, também no último mês de setembro, mas no dia 19, do assassinato de Wesley Diniz Pereira, que foi morto a facadas em uma distribuidora de bebidas que fica no Setor Eldorado. Wesley era irmão da mulher presa esta semana, e cunhado do marido dela, que foi quem invadiu a distribuidora e atirou em Dioney. De acordo com a polícia, o casal possui inúmeros antecedentes criminais, a mulher já foi presa por lesão corporal, e o marido dela já cumpriu pena por roubo, porte ilegal de arma de fogo, tráfico de drogas, e homicídio. No momento em que foram abordados, eles estavam com um revólver calibre 38 municiado.

Prisão em Piracanjuba
Em Piracanjuba, na região sul de Goiás, policiais civis também cumpriram esta semana um mandado de prisão contra um homem que em outubro passado matou um conhecido com golpes de facão. Apesar de não divulgar nomes e idades da vítima nem do autor, a Polícia Civil afirmou que o crime chocou os moradores da cidade na época.

Rota 190

Adolescentes são drogadas e estupradas em Santa Helena
A Polícia Civil ainda não conseguiu identificar quem são os três homens que, segundo denúncia, estupraram duas adolescentes, ambas menores de 17 anos, no final da semana passada em Santa Helena de Goiás, na região sudoeste do estado. Na delegacia, as vítimas contaram que após serem convidadas para uma festa, ingeriram bebidas alcoólicas, e foram obrigadas a usar drogas. Por não se lembrarem de quase nada, somente no outro dia é que as adolescentes descobriram que haviam sido estupradas, ocasião em que relataram o que havia ocorrido para seus pais, que, então, procuraram a polícia. Ainda não se sabe qual droga o trio que convidou as garotas para a suposta festinha foram obrigadas a usar.

PRF apreende cocaína avaliada em R$ 1 milhão
Em uma abordagem rotineira, policiais rodoviários federais apreenderam na BR-060, saída de Goiânia, sete quilos de pasta base de cocaína. Avaliado em R$ 1 milhão, o entorpecente estava dentro de uma bolsa, que havia sido colocada debaixo do banco de uma passageira, de 23 anos, que viajava em um ônibus interestadual. Em depoimento, ela contou que, após receber um telefonema, saiu de Cuiabá, no Mato Grosso, e, em Goiânia, recebeu a mochila com as seis peças de cocaína. Para levar a droga até Brasília, a mulher, que não teve o nome divulgado, contou que receberia R$ 4 mil. A PRF não informou se a traficante, que foi autuada na Central Geral de Flagrantes de Goiânia (CGF), já possuía antecedentes criminais.

Criminoso furta carros para trocar por drogas
Pela segunda vez em menos de 40 dias, agentes da Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores (DERFRVA) prenderam esta semana, em Goiânia, Fábio Gomes Torres, 32. Investigações apontam que ele usa nomes de outras pessoas para alugar carros em locadoras, e depois troca os veículos por drogas em outros países, principalmente na Bolívia. No mês passado, Fábio já havia sido autuado após tentar locar um carro com documentos falsos, mas foi solto durante a Audiência de Custódia. Desta vez, porém, ele deve passar uma temporada na cadeia, já que teve sua prisão preventiva (sem data para expirar), decretada pela justiça. Como suspeita que Fábio Gomes tenha feito outras vítimas, a DERFRVA decidiu divulgar a imagem dele para que outras vítimas possam reconhece-lo, e denunciá-lo.

Comentários