Cotidiano

Dia do cinema brasileiro

No dia 19 de junho e 5 de novembro é celebrado o dia do cinema nacional

diario da manha

No dia 19 de junho e 5 de novembro é celebrado o dia do cinema nacional. Em homenagem ao cinegrafista ítalo-brasileiro Afonso Segreto que fez as primeiras imagens da baía de Guanabara, no Rio de Janeiro, sendo considerado o primeiro registro cinematográfico em território nacional. Já no dia 5 de novembro de 1896, em uma sala alugada na Rua do Ouvidor, no Rio de Janeiro, o Brasil teve sua primeira exibição de cinema.

Confira as sugestões de filmes nacionais disponíveis na plataforma de streaming Netflix, começando com o sucesso de Paulo Gustavo.

Minha mãe é uma peça: Dona Hermínia (Paulo Gustavo) é uma mulher de meia idade, divorciada do marido (Herson Capri), que a trocou por uma mais jovem (Ingrid Guimarães). Hiperativa, ela não larga o pé de seus filhos Marcelina (Mariana Xavier) e Juliano (Rodrigo Pandolfo), sem se dar conta que eles já estão bem grandinhos. Um dia, resolve sair de casa sem avisar para ninguém, deixando todos preocupados. Mal sabem eles que a mãe foi visitar a querida tia Zélia (Sueli Franco). 

De pernas para o ar 1 e 2: Após ser abandonada pelo seu marido João e demitida de seu emprego, Alice fecha uma parceria com Marcela, sua vizinha e dona de uma loja de artigos eróticos.

Tropa de Elite: O dia-a-dia do grupo de policiais e de um capitão do BOPE (Wagner Moura), que deseja deixar a corporação e tenta encontrar um substituto para seu posto. Paralelamente dois amigos de infância se tornam policiais e se destacam pela honestidade e honra ao realizar suas funções, se indignando com a corrupção existente no batalhão em que atuam.

Meu passado me condena: Fábio e Miá fazem um cruzeiro do Rio de Janeiro até a Europa de lua de mel, onde ela reencontra seu ex-namorado Beto, que está casado com Laura, antiga paixão de Fábio. Atrapalhados com essa coincidência, o casal vive situações cômicas e embaraçosas.

Até que a sorte nos separe: Tino é um pai de família que tem sua rotina transformada ao ganhar na loteria. Em dez anos, o fanfarrão e sua mulher Jane gastam todo o dinheiro com uma vida de ostentação. Ao descobrir que está falido, ele é obrigado a aceitar a ajuda de Amauri, seu vizinho, um consultor financeiro nada divertido e extremamente econômico. 

Socorro! Virei uma garota: Júlio é um garoto tímido, praticamente invisível aos olhos de seus colegas de colégio. Um dia, ao ver uma estrela cadente, ele faz um pedido: deseja ser a pessoa mais popular da escola. Logo ele se transforma em uma garota, Júlia, que é extremamente popular. Sem saber como lidar com o corpo feminino que acabou de ganhar, ele precisa ainda lidar com a proximidade de Melina, a garota por quem é perdidamente apaixonado.

O homem perfeito: Diana, de 42 anos, é uma mulher com uma carreira de sucesso como escritora, culta e que mantém um bom casamento com seu marido. Até descobrir que ele está lhe traindo com uma aspirante a bailarina de apenas 23 anos.

Essas são algumas dicas de filmes disponíveis na Netflix, mas claro, o cinema brasileiro tem diversas obras de sucesso e são reconhecidos mundialmente como Dona Flor e seus Dois Maridos (1976), Central do Brasil (1998),  Bicho de Sete Cabeças (2000), O Auto da Compadecida (2000), Cidades de Deus (2002), Carandiru (2003), Que Horas Ela Volta (2015), Bacurau (2019) e entre outros.

Já decidiu qual filme nacional você vai assistir neste fim de semana? 

Comentários