Cotidiano

João de Deus é condenado a 44 anos de prisão por estupro em Abadiânia

Segundo a sentença, assinada pelo juíz Marcos Boechat, os crimes aconteceram em 2009 e 2018 envolvendo cinco vítimas, mas em um dos casos, João de Deus foi absolvido por falta de provas

diario da manha
Foto: Divulgação

O médium João Teixeira de Faria, mais conhecido como João de Deus, foi condenado a 44 anos e seis meses de reclusão pela prática de dois crimes de estupro e dois de estupro de vulnerável.

Segundo a sentença, assinada pelo juíz Marcos Boechat, os crimes aconteceram em 2009 e 2018 envolvendo cinco vítimas. Mas em um dos casos, João de Deus foi absolvido por falta de provas.

O médium continua em prisão domiciliar decretada em outro processo e poderá recorrer da sentença no prazo legal. Ele sempre negou os crimes.

Às vítimas, foram fixadas indenizações por danos morais em valores que variam de R$ 20 mil a R$ 75 mil.

Leia também

Comentários