Cotidiano

PRF apreende carga suspeita em Hidrolândia, dois homens são presos

Policiais faziam inspeção de rotina quando se depararam com um produto que suspeitam ser agrotóxico ilegal no país

diario da manha
Foto: Divulgação/PRF

Dois homens foram detidos na tarde desta quinta-feira, 25, suspeitos de falsidade ideológica e crime ambiental durante abordagem da Polícia Rodoviária Federal (PRF) na BR-153, em Hidrolândia.

Com eles, foram apreendidas cinco toneladas de um produto em pó, que os policiais suspeitam ser agrotóxico contrabandeado, proibido no país.

Na fiscalização de rotina, o motorista, de 55 anos, afirmou que o produto era sulfato de zinco, usado para galvanização de metais, chegou a apresentar uma nota fiscal da carga onde informava que o produto não era ilegal.

O homem afirmou também que carregou no Porto de Santos e entregaria a um destinatário em Goiânia, porém só saberia o local quando chegasse na cidade.

A história não convenceu os policiais que, já desconfiados, constataram que as características do produto eram diferentes do que constava na nota fiscal.

Os agentes suspeitaram que poderia ser um outro tipo de produto e acionaram o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) e o Ministério da Agricultura.

Os fiscais dos dois órgãos confirmaram não se tratar de sulfato de zinco, conforme a nota fiscal discriminava. Um laudo técnico será feito para identificar o produto que está nas embalagens.

Os dois ocupantes do caminhão foram detidos e conduzidos à Polícia Civil de Hidrolândia, a carga ficará sob responsabilidade do IBAMA e do Ministério da Agricultura para que a perícia seja feita, e que as providências sejam tomadas.

Leia também

Comentários