Cotidiano

Famílias ficaram desabrigadas após fortes chuvas no norte e nordeste de Goiás

Estava em casa, deitando já para o descanso e começou a ceder. A gente saiu de casa, fomos para o carro

diario da manha

Após fortes chuvas no norte e nordeste de Goiás, na cidade de Cavalcante região da Chapada dos Veadeiros, algumas famílias ficaram desabrigadas, sem contar daquelas que ficaram ilhadas na zona rural.

A dona de casa Maria José da Silva contou que não consegue entrar em casa devido à altura do nível da água.

“Quase não deu tempo de tirar as coisas, o pouco que a gente tem. Colocamos tudo em cima das mesas. Geladeira, sofá, para dar para ficar”, disse.

O artesão e morador da cidade de Cavalcante, Thiago Augusto, perdeu sua casa, após, uma forte chuva que teve na cidade. Ele conta que já estava indo dormi quando sentiu as estruturas da casa ceder.

“Estava em casa, deitando já para o descanso e começou a ceder. A gente saiu de casa, fomos para o carro. Só no outro dia a gente conseguiu começar a montar a estrutura de um abrigo”, contou.

O Chefe de gabinete da Prefeitura de Cavalcante, Sérgio Marcos Moreira dos Santos disse que, até a manhã desta terça-feira (28), a administração não tinha uma estimativa de quantas pessoas ficaram desabrigadas por causa da chuva devido à dificuldade de comunicação e locomoção na região.

Rio Bagagem em Niquelândia – Goiás.

A cidade de Niquelândia que também foi atingida pelas fortes chuvas deixou casas e comércios alagados. O rio Bagagem transbordou e duas pontes foram levadas pela correnteza, uma das pontes dava acesso ao Povoado de Garimpinho.

Cidade de Niquelândia alagada.

Na cidade alguns locais também ficaram alagados. No intervalo de 12 horas choveu forte, e teve o equivalente a 130 milímetros de água. A Avenida Brasil ficou alagada, deixando casas e comércios de baixo da água

Com o temporal um trecho da GO-118 desabou e teve que ser interditada, levando motoristas a fazerem desvios com cerca de 300 km passando por Tocantins.

A Agência Goiana de Infraestrutura e Transporte (Goinfra), informou que, inicialmente, o desvio seria menor, passando pela GO-244. No entanto, a via ficou comprometida por causa da chuva de segunda-feira (27) e tem que ser evitada.

Leia Também

Comentários