Cotidiano

Exposição de arte digital em NFTs terá participação de artista plástico brasileiro

World Art Forum no Cairo receberá exposição de NFTs de 15 a 19 de janeiro

diario da manha
Foto: Divulgação

O Museu Nacional da Civilização Egípcia (The National Museum of Egyptian Civilization) sediará a edição inaugural do Fórum Mundial de Arte (WAF), o maior evento internacional de arte contemporânea a adotar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas, de 15 a 19 de janeiro.

Dentre os 150 artistas de mais de 30 países, está o brasileiro Samuel Caixeta, autodidata em artes plásticas, premiado no International Salon of Contemporary & Urban Art de Nova York e representado pelas galerias Saphira & Ventura (Nova York, Singapura, São Paulo e Paris, Madri, Miami e Itália), com sua arte digital em NFTs.

“Estou muito feliz em participar dessa exposição em arte digital, minha primeira em arte NFT. Acredito muito que os Tokens não fungíveis, ou NFTs, trarão ganhos enormes para a arte e ainda mais visibilidade para os artistas, revolucionando esse mercado. Estou muito entusiasmado com a oportunidade e ansioso por esse momento, mesmo já tendo participado de diversas exposições pela Europa e Estados Unidos com obras físicas”, conta o artista plástico Samuel Caixeta, que está no Egito para acompanhar a exposição.

NFTs

Samuel Caixeta apresentará em sua arte digital em NFTs, Tokens não fungíveis, que comprova por meio de um mecanismo de blockchain seguro que a obra de arte original é de propriedade exclusiva do comprador, podendo ser visualizada por outras pessoas.

Samuel Alves Caixeta

Goianiense, nascido em 1995 e autodidata em artes plásticas. Sempre gostou de desenhar e criar esculturas. Cresceu em um ambiente permeado de arte: quadros, esculturas, tintas e pincéis por toda parte! Seus pais são artistas plásticos há 40 anos e sempre o incentivaram e apoiaram a seguir seus sonhos.

Samuel Alves Caixeta, artista plástico
Foto: Divulgação

Ainda na infância fez cursos de desenho e escultura. Participou do workshop de grafite com o lendário Jay Milder, o pioneiro do grafite no mundo e mentor do artista Basquiat.

Foi premiado no International Salon of Contemporary & Urban Art de Nova York. Além de ser representado pelas galerias Saphira & Ventura (Nova York, Singapura, São Paulo e Paris, Madri, Miami e Itália), Expoarte (Brasília-DF) e Ebner Galeria (Anápolis-GO), participou de exposições nos Estados Unidos, Itália, França e Brasil.

Em 2016 se graduou em Teologia pela Faculdade Kurios, e tem MBA em Marketing e Inteligência Digital e Pós-graduação em Gestão Comercial e Inteligência do Comércio pelo Instituto de Pós-graduação (IPOG). “Apesar de todo currículo, o que considero mais importante é o dom da arte, que acredito ter sido presente de Deus na minha vida. Ademais, com dedicação,diligência e perseverança, eu busco me aperfeiçoar a cada dia”, afirma.

Leia também:

Comentários