Cotidiano

Homem descumpre medida protetiva e tentar matar a ex a facadas em Aparecida

.

diario da manha

De nada adiantou a justiça ter concedido uma medida protetiva à uma mulher de 33 anos que desde o ano passado vinha sendo ameaçada de morte por seu ex-companheiro. Armado com uma faca, o ex-marido invadiu o local onde ela trabalhava, e só não a matou a facadas porque a patroa da vítima ajudou a segurá-lo.

A tentativa de feminicídio aconteceu em uma residência na Vila Mariana, em Aparecida de Goiânia. Encapuzado, e armado com uma faca grande com ponta e serra, o homem de 37 anos, identificado apenas como José Eduardo, gritou pela companheira, mas, como ninguém atendeu, ele subiu no muro, destravou a máquina do portão eletrônico, e abriu.

Em seguida, ele passou a desferir chutes e murros na porta de vidro, e conseguiu arrombá-la com uma chave de fendas. Ao partir para cima da companheira dentro do imóvel, porém, ele foi agarrado, e entrou em luta corporal com ela, e com a patroa. As duas sofreram cortes pequenos nas mãos, e em outras partes do corpo. Duas crianças que estavam na casa presenciaram a tentativa de homicídio.

Como quando José Eduardo começou a gritar pela ex mulher a patroa já ligou para a Polícia Militar, rapidamente uma equipe do 41º BPM chegou, e conseguiu algemá-lo. Antes, porém, o agressor lutou também contra os PMs.

Ameaça pelo whatsapp
No celular de José Eduardo, os policiais encontraram dois áudios, onde ele diz a um amigo que “não tem volta, já estou aqui na porta da casa para matá-la”. Nos bolsos dele, os PMs encontraram abraçadeiras de plástico que, confessou, seriam usadas para algemar a ex companheira, e outras pessoas que estivessem dentro da casa.

Na Delegacia da Polícia Civil, José Eduardo foi autuado pelo descumprimento de medida protetiva, crime que é inafiançável, e também por tentativa de feminicídio, resistência à prisão, e violência psicológica contra a mulher. Uma nova medida protetiva também foi expedida pelo Poder Judiciário.

Apesar do flagrante, e da nova medida protetiva, a ex mulher de José Eduardo, que disse ter se separado no final do ano passado após ser agredida várias vezes, contou para os PMs que teme que a justiça o coloque em liberdade, e que ele volte para assassiná-la.

Rota 190

Jovem filma momento em que dá 40 facadas em rival
Câmeras de segurança de um comércio registraram o momento em que um homem de 52 anos recebeu mais de 35 facadas enquanto dormia na calçada na Praça da Matriz, no Centro de Teresópolis de Goiás, cidade que fica na região metropolitana de Goiânia. Com as imagens, policiais militares prenderam o autor ainda em flagrante, ocasião em que descobriram que ele havia gravado, em seu celular, um vídeo do esfaqueamento, onde dizia que a vítima era de uma facção rival à dele. Socorrido e encaminhado para um hospital de Anápolis, o homem esfaqueado, que não teve o nome divulgado, permanecia internado em estado gravíssimo, até o final da noite de ontem.

Ladrão morre eletrocutado ao tentar furtar fios
A tentativa de furtar fios da rede de energia elétrica custou a vida a um ladrão na manhã de ontem em Aparecida de Goiânia. Assim que cortou um fio de cobre de um poste no Jardim Tropical, ele levou um choque, e caiu, já sem vida, na calçada. O alicate que ele usava para cortar os fios ficou preso à uma de suas mãos. Nome e idade dele não foram divulgados, e o caso está sendo apurado pelo Grupo de Investigações de Homicídios de Aparecida de Goiânia (GIH). De acordo com a polícia, fios de cobre furtados da rede de energia elétrica são vendidos em ferros-velhos, ou trocados por porções de drogas. Além de proporcionar pouco valor aos ladrões, o furto do fio de cobre é uma atividade criminosa de altíssimo risco.

Assaltante assassinou idoso para roubar celular e bicicleta
Jhonatan Pereira de Lisboa, 33, é o homem que, segundo a Polícia Civil, aparece em imagens de câmeras de segurança fugindo em uma bicicleta que havia acabado de roubar de um idoso, em 23 de novembro do ano passado, no Setor Abaporu, em Aparecida de Goiânia. Durante as investigações, os agentes descobriram que inicialmente Jhonatan furtou o celular de Antônio Batista da Silva, 67, dentro de uma barbearia, e, ao ser perseguido pela vítima, que estava de bicicleta, o derrubou, e passou a espancá-lo, deixando o idoso desmaiado. Socorrido, Antônio Batista permaneceu internado por uma semana, mas morreu no dia 30 de novembro. O autor do crime, que responderá por latrocínio (roubo seguido de morte), já possui outras passagens, por furto, e lesão corporal, também praticados contra pessoas idosas.

Comentários