Cotidiano

Roubo em residência termina com dois assaltantes mortos e um apreendido

.

diario da manha

Um roubo à residência na capital terminou em perseguição, e na morte de dois assaltantes. Um adolescente que também participou do crime se entregou após o tiroteio, e foi apreendido.

Foi no final da noite de segunda-feira que militares do 13º BPM receberam a informação que um carro levado durante um roubo em uma residência em Goiânia, onde uma família foi trancada em um banheiro após ser mantida refém tinha sido visto no Setor Parque Rio das Pedras, em Aparecida. Após intensificarem o patrulhamento pela região, os policiais conseguiram visualizar, na Rua Jonas Naves, o Toyota Etios, que tinha dentro três homens.

Ao receber ordem para que encostasse, o condutor do veículo, segundo a ocorrência registrada pela PM, aumentou a velocidade, e o homem que estava no banco do carona atirou contra as equipes. Perto de uma mata, o motorista do Etios parou bruscamente, e desceu, junto com o passageiro, atirando contra os policiais, que revidaram. Os suspeitos foram feridos, e morreram antes mesmo da chegada do socorro médico.

Com eles, os policiais apreenderam uma pistola 7.65, e um revólver calibre 32. Um adolescente de 17 anos, que estava no banco traseiro do carro, foi apreendido.

Conhecido planejou o crime
Para os PMs, o adolescente que estava no veículo contou que o roubo na residência foi tramado pelo comparsa que estava no banco do motorista, identificado apenas como Cleiton. Este homem, segundo o menor, já havia trabalhado na casa das vítimas, e abriu o portão para que ele e o outro suspeito que morreu, de primeiro nome Davi, entrassem no imóvel.

O adolescente relatou ainda que o Toyota Etios roubado teria sido encomendado por um homem que mora em Aparecida de Goiânia, que teria prometido pagar a eles R$ 2.500 pelo veículo. Ele afirmou, porém, que não sabe quem é este homem, e nem onde ele teria marcado com Davi e Cleiton para receber o carro. A polícia pretende investigar agora a participação do trio em outros roubos a residência ocorridos nas últimas semanas em Goiânia, e em Aparecida.

Rota 190

Após matar a esposa, homem é assassinado pelos filhos
Uma tragédia familiar chocou os moradores de Caldas Novas, que é uma das cidades turísticas mais famosas de Goiás. Após dizer para os filhos que havia dado um sumiço na esposa, Sendomar Lucindo de Oliveira foi amarrado por eles em um poste de madeira, e espancado com pauladas até a morte. Os autores do assassinato, que tem 26, e 28 anos, foram presos, e autuados em flagrante. Poucas horas depois, a polícia encontrou o corpo da mãe deles, Edna Gonçalves dos Santos, em um matagal. Pelo que apuraram os policiais, o casal estava passando por problemas conjugais, e os filhos, agora presos, já teriam presenciado algumas brigas que terminaram em agressões.

Sequestradores continuam agindo em Anápolis
Em menos de 24 horas, dois motoristas de aplicativo foram vítimas de uma quadrilha de sequestradores que desde o final do mês passado está agindo em Anápolis. O primeiro caso aconteceu na segunda-feira, quando um motorista foi rendido por bandidos armados e colocado no porta malas do carro. Os criminosos, porém, abandonaram ele e o veículo quando descobriram que o carro tinha um rastreador. Na madrugada de ontem, outro motorista de aplicativo foi rendido por um bandido que estava armado com uma faca, no Bairro Pirineus, mas conseguiu saltar do carro em movimento. Ele contou para a polícia que o criminoso que o abordou estava acompanhado de dois comparsas, que seguiam à distância, em um carro modelo Gol. O Fork Ka dele foi roubado. A suspeita é que, assim como aconteceu pelo menos três vezes nas últimas semanas, os bandidos pretendiam obrigar os motoristas de aplicativo a transferir dinheiro para a quadrilha.

Foragidos do Rio de Janeiro tinham 11 mil munições
Após troca de informações com colegas de outras unidades especializadas, e com o Grupo Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do Rio de Janeiro, militares do Comando de Operações de Divisas (COD) localizaram, no Jardim Curitiba, em Goiânia, um casal que há quase um ano era procurado pela justiça carioca. Dentro do Jeep Renegade em que eles estavam, os PMs encontraram seis caixas de madeira, com 10 mil munições de fuzil calibre 5.56, e mil munições de calibre .308, que tem alto poder de fogo, e são usadas em carabinas. O casal, que usava documentos falsos, também tinha R$ 5.897 em dinheiro. Autuados na Central Geral de Flagrantes de Goiânia (CGF) por posse ilegal de munições, homem e mulher, que não tiveram nomes, nem idades divulgados, devem ser transferidos nos próximos dias para o Rio de Janeiro, onde respondem por tráfico de drogas, e associação para o tráfico.

Comentários