Cotidiano

Homem é indiciado por vender itens de cemitério em troca de crack

As investigações começaram quando uma idosa de 75 anos percebeu que o mausoléu da família havia sido arrombado, o suspeito foi encontrado na sexta-feira, 18, após as buscas

diario da manha

Um homem acusado de furtar objetos de um cemitério de Uruaçu confessou à Polícia Civil que vendia crucifixos, estátuas e demais itens em troca de crack.

Com ele foram apreendidos 13 imagens, cinco vasos, quatro cortinas e dois castiçais, todos estes furtados no Cemitério Santana.

De acordo com o delegado Sandro Leal, o prejuízo é entre R$ 2 mil e R$ 2,5 mil.

As investigações começaram quando uma idosa de 75 anos percebeu que o mausoléu da família havia sido arrombado. O suspeito foi encontrado na sexta-feira, 18, após as buscas.

“Ele não ficou preso porque os fatos eram passados, não estava em flagrante. Foi conduzido, qualificado, interrogado, apontou onde estavam as coisas furtadas e, por enquanto, está respondendo em liberdade”, informou o delegado.

O homem foi indiciado por furto qualificado, a pena pode chegar a oito anos de prisão, seu nome não foi divulgado.

Leia também

Comentários