Cotidiano

Em dois anos, Forças Armadas reservaram R$ 546 mil para compra de botox

Em 2021, o Hospital das Forças Armadas disse precisar de 50 frascos de botox para o ano, o número de frascos serve para 5 mil aplicações

diario da manha
Foto: Reprodução/Internet

No período entre 2018 e 2020, as Forças Armadas reservaram R$ 546 mil para compra de botox, conforme informações de empenho no Painel de Compras do Governo Federal. Não foram encontrados registros em 2021, informou o Metrópoles

O botox, ou toxina botulínica, além de servir para procedimentos estéticos, pode ser injetado no músculo e o relaxar, reduzindo a aparição de rugas. O botox também possui finalidades terapêuticas, como o tratamento de doenças oftalmológicas.

Em 2021, o Hospital das Forças Armadas disse precisar de 50 frascos de botox para o ano, o número de frascos serve para 5 mil aplicações.

O Hospital, que é subordinado ao Ministério da Defesa, adquiriu seis frascos em 2018, 15 em 2019 e seis em 2020. O Exército informou ao portal que o botox é “é administrado para algumas patologias neurológicas, como distonia, doença de parkinson, espasmo miofacial, espasticidade, enxaqueca crônica e neralgia do trigêmeo, além de queixas odontológicas, como distúrbio da articulação temporomandibular” e que “não realiza compras desse material para fins estéticos”.

Não houve pronunciamento do Ministério da Defesa.

Leia também

Comentários