Cotidiano

Fieg é homenageada na Câmara de Goiânia pelos 70 anos de atuação

Solenidade reconhece líderes industriais e funcionários da instituição que ajudaram a construir legado de desenvolvimento econômico em Goiás

diario da manha

A Câmara Municipal de Goiânia promoveu segunda-feira (18/04) sessão solene comemorativa aos 70 anos de fundação da Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg), completados em 2020. A homenagem, proposta pelos vereadores Anselmo Pereira e Sabrina Garcez, foi prestigiada pelo presidente da Fieg, Sandro Mabel, pelos vice-presidentes André Rocha e Emílio Bittar, pelos ex-presidentes Paulo Afonso Ferreira e Pedro Alves e por lideranças classistas do Sistema Indústria, além de acompanhada em transmissão da TV Câmara. Na oportunidade, os dois mais antigos funcionários da Fieg, Valdivino Souza e Amarildo Silva, com respectivamente 48 anos e 35 anos de casa, também foram homenageados, em reconhecimento pelo trabalho dedicado ao desenvolvimento de Goiânia.

Presidindo a sessão, o vereador Anselmo Pereira destacou a trajetória da Federação e o trabalho empreendido pela instituição na transformação da economia goiana, de predominantemente agropastoril para uma indústria forte, moderna, diversificada e dinâmica e que, invariavelmente, ocupa a liderança de crescimento no País.

“Hoje, são mais de 15 mil indústrias, envolvendo 300 mil trabalhadores e gerando mais de 20% do PIB (Produto Interno Bruto) de todo o Estado. Nessas sete décadas, a Fieg participou de todos os grandes acontecimentos de Goiás, colaborando decisivamente com os poderes públicos para implantação e consolidação do parque industrial goiano e de um ambiente de negócios competitivo”, afirmou o parlamentar, que destacou ainda a permanente agenda legislativa da indústria, defendida pela federação para atração de novos investimentos e incentivo ao empreendedorismo, citando como exemplo a recente aprovação do Plano Diretor de Goiânia.

O presidente da Fieg, Sandro Mabel, agradeceu a homenagem e ressaltou que a Câmara Municipal enaltece uma entidade que, de forma pioneira, há tanto tempo atua como protagonista do processo de industrialização de Goiás. “A história da entidade se mistura com a história de nossa jovem capital e seus movimentos rumo ao progresso e ao desenvolvimento socioeconômico. Estamos presentes desde o início, ajudando a construir essa linda história”.

Na solenidade, foi distinguida a atuação da Fieg, por meio do Sesi, Senai e IEL, com rede de atendimento de Norte a Sul do Estado, beneficiando os principais polos produtivos de Goiás com educação, qualificação profissional, tecnologia, inovação e saúde e segurança do trabalho.

A homenagem lembrou ainda o trabalho de responsabilidade social da instituição, que foi intensificado durante a pandemia, em movimento liderado pela Fieg + Solidária, em parceria com os 35 sindicatos das indústrias que compõem a base da federação, levando esperança a milhares de famílias goianas, por meio da doação de alimentos, produtos de higiene e limpeza, máscaras faciais, almofadas coração e agasalhos.

Os ex-presidentes da Fieg Paulo Afonso Ferreira e Pedro Alves; os presidentes de sindicatos das indústrias André Rocha (Sifaeg/Sifaçúcar), Antônio Santos (Siaeg), Célio Eustáquio de Moura (Sindcel), Cezar Mortari (Sinduscon-GO), Emílio Bittar (Sindicurtume), Jair José Borges (Sindileite), José Divino Arruda (Sinvest), Luiz Vessani (Sieeg-DF), Mário Arruda (Sindirepa) e Marley Rocha (Sinprocimento); e os diretores Alfredo Correa (Sindileite), Eduardo Zuppani (Sindquímica), Heribaldo Egídio (Sindifargo), Jaime Canedo (Sindquímica), Marçal Soares (Sindifargo) e Thais Santos (Fieg Jovem) receberam Diploma de Honra ao Mérito em reconhecimento ao trabalho dedicado à luta por uma sociedade produtiva, justa e com acesso a oportunidades, além da busca do desenvolvimento, por meio do empreendedorismo, da inovação e da solidariedade no setor produtivo.

Comentários