Cotidiano

28 de junho – Dia do Orgulho LGBTQIA+ Orientação sexual não é empecilho no mercado de trabalho

Rede de supermercados Bretas possui política de inclusão que valoriza o trabalhador sem qualquer preconceito

diario da manha

Passar por um processo seletivo e, na última etapa, receber um: “não vamos te contratar devido a sua preferência sexual” foi uma frase ouvida pela operadora de supermercados, Letícia Cristina Silva Cruz, de 24 anos, há alguns anos no Pará, seu estado natal.

Sem reação, a jovem que é pansexual, isso é, sente atração por pessoas independente do gênero delas, percebeu que a sua sexualidade dificultava estar no mercado de trabalho e, por isso, se mudou para Goiânia, com a esposa da época. Hoje ela é operadora de supermercados na unidade do Parque das Laranjeiras, em Goiânia, há quase três anos.

“Vejo que, às vezes, as pessoas têm falas preconceituosas por não entender ou conhecer o tema. É cultural. Sempre explico e oriento”, revela. Ela encontrou o Bretas como um bom lugar. “Aqui não há diferenças de tratamento devido a uma escolha pessoal minha”, revela a jovem.

Na mesma loja, o encarregado operacional do delivery, Geraldo Cesario Neto, de 22 anos, entrou como operador de supermercado há pouco mais de um ano. No entanto, com oito meses de casa foi promovido.

“Sou muito respeitado. Quando surge uma vaga que pode me acrescentar profissionalmente, estudo e tento. Mesmo assim, quando era mais jovem tinha medo da rejeição por ser homossexual. Mas a minha orientação nunca afetou minha vida profissional”, afirma.

Família
Na unidade Sol Nascente, está José Francelino Júnior, o Fran, de 36 anos. O encarregado de frios, Fran, conta que assumiu ser homossexual para a família aos 17 anos.
Ele veio do interior do Estado, Formoso, para Goiânia em busca de novas oportunidades. E conquistou o primeiro emprego, há quase 12 anos, no Bretas como repositor de frios. E hoje lidera uma equipe.

“Fui recebido com amor. Meu jeito aberto e brincalhão me permite fazer amizades facilmente. Hoje tenho uma família no Bretas. Minha a orientação sexual nunca atrapalhou o meu crescimento profissional. A empresa sempre me apoia e me respeita. Foi na rede Bretas que tive oportunidade de trabalho, de sucesso e onde encontrei segunda família”, pontua.

Valorização
A Cencosud Brasil – grupo ao qual pertence o Bretas- possui uma política da Diversidade e Inclusão e conta com um canal direto de denúncias. O grupo produz e disponibiliza para todos os colaboradores e pessoas recém admitidas vídeos educativos e cursos sobre diversidade e inclusão, além de reforçar as condutas ideias preconizadas pelo Código de Ética.
“Aqui no Bretas entendemos que trabalhando com políticas de inclusão e diversidade, garantimos que nossa gente representa a sociedade e comunidade que estamos inseridos. Por isso valorizamos, reconhecemos e celebramos estas datas importantes”, afirma o Gerente de Recursos Humanos, Wanderson Ferreira.
A data
28 de junho é o Dia do Orgulho LGBTQIA+ (lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e pessoas intersex). A data celebrada e lembrada mundialmente marca a luta contra a perseguição e o preconceito contra pessoas por causa de sua orientação sexual ou identidade de gênero.
Sobre o Bretas
Fundado em 1954, o Bretas é uma rede supermercadista com 80 lojas, 12 postos de combustíveis e dois Centros de Distribuição, em Minas Gerais e Goiás. Desde 2010 integrou-se a Cencosud, um dos principais grupos varejistas do mercado sulamericano com presença na Argentina, Brasil, Chile, Colômbia e Peru, e um escritório comercial na China. No Brasil, o Bretas conta com cerca de 7 mil colaboradores que trabalham para oferecer aos clientes qualidade e serviço a preços justos. www.bretas.com.br

Comentários