Cotidiano

Homem que matou ex-sogro acumula processos por vários crimes

Felipe Gabriel responde por crimes de violência contra mulher, supressão de documentos, adulteração de placa de veículo, entre outros

diario da manha
Foto: Reprodução

O homem que matou o ex-sogro na tarde de segunda-feira, 27, responde a três processos de ameaças e violência contra a mulher, segundo o Tribunal de Justiça de Goiás.

Felipe Gabriel Jardim Gonçalves, de 26 anos, tem um longo histórico de boletins de ocorrência contra ele nos registros da Polícia Militar (PM).

Há registro contra ele em 2017 em um acidente de trânsito, no mês de abril daquele ano. Em 2018, uma ocorrência de adulteração de sinal identificador de veículo automotor. No ano de 2019, ele efetuou disparos de armas de fogo em via pública.

Em 2020 foi preso por portar um simulacro de arma de fogo e lesão corporal dolosa contra mulher. Em 2021, quatro registros do Batalhão Maria da Penha e dois envolvimentos em acidentes de trânsito.

Ele responde por processo de ameaça, registrado na comarca de Aruanã em novembro de 2020. Já em janeiro de 2021, segundo a Polícia Militar, ele teria agredido uma namorada por ciúmes, ela então entrou com medida protetiva contra ele.

Desde março de 2021, Felipe Gabriel responde judicialmente por ocultação de documentos, crime contra a liberdade pessoal e fé pública e violência doméstica contra mulher, em um deles ele dirigia o carro da Secretaria Municipal de Mobilidade.

Em 2022, outro acidente de trânsito no qual ele dirigia novamente o carro da Secretaria Municipal de Mobilidade.

Leia também

Comentários