Cotidiano

Secretários de Saúde são afastados durante operação em Feira de Santana (BA)

Ao todo, 7 mandados de busca e apreensão foram divulgados, envolvendo as cidades Feira de Santana/BA, Salvador/BA e São Paulo/SP, e 2 mandados de afastamento de função pública, todos expedidos pela 1ª Vara Federal da Seção Judiciária de Feira de Santana/BA.

diario da manha
Foto Polícia Federal

Dois secretários de saúde foram afastados durante uma operação da Polícia Federal, deflagrada na manhã desta quinta-feira, 04, para investigar fraudes e desvios na gestão da saúde. De acordo com a PF, houve uma contratação de empresa de propriedade do atual Secretário de Saúde de Feira de Santana, para realizar consultoria em Unidade de Pronto Atendimento do município por valores superfaturados, serviços que nunca foram prestados pela empresa contratada.

Com o afastamento, os secretários municipais seguem como alvos da investigação policial, que já identificou uma licitação feita pela Prefeitura de Feira de Santana, no ano de 2018, contratando organização social, para fazer a gestão compartilhada de uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA). O contrato, que tinha prazo de vigência de 12 meses, no valor de R$ 11.909.004, previa renovação de 5 anos.

Além disso, a PF apurou desvios de recursos públicos superiores a R$ 200 mil, em favor de um dos secretários, que após receber a quantia em sua conta bancária, aplicava parte em investimentos e outra parte em repasses para pessoas físicas e jurídicas. Ao todo, 7 mandados de busca e apreensão foram divulgados, envolvendo as cidades Feira de Santana/BA, Salvador/BA e São Paulo/SP, e 2 mandados de afastamento de função pública, todos expedidos pela 1ª Vara Federal da Seção Judiciária de Feira de Santana/BA.

O Diário da Manhã tentou contato com a superintendência regional da Polícia Federal, mas não conseguiu falar.

Os suspeitos irão responder pelos crimes de peculato e de superfaturamento de licitação mediante a inexecução completa do contrato.

Comentários