Cultura

CONAN, O BÁRBARO

diario da manha

Da assessoria

Conan foi alvo de textos de diversos autores e origens. Mas o criador é, sem dúvida, Robert E. Howard (1906 – 1936), famoso por seus contos e histórias da literatura de fantasia e que criou o gênero espada – feitiçaria que, até hoje, agrada aos leitores e aos amantes de filmes de aventura. Ao trazer um personagem como Conan, Howard abriu um leque de possibilidades que ainda hoje é explorado tanto na literatura quanto nas telonas.

Por isso, a Editora Évora tem em seu catálogo, pelo selo Generale, textos inéditos no Brasil, quer foram organizados e traduzidos por Alexandre Callari, no livro Conan – o Bárbaro, e que conta também com prefácio de Roy Thomas que foi diretor da Marvel e um dos maiores roteiristas de quadrinhos da história.

São quatro contos inéditos e o romance A Hora do Dragão, único escrito por Howard, “ninguém considera esse texto um conto por causa do tamanho dele, por isso, a edição da Évora pode comemorar a inovação e a façanha de trazer ao Brasil pela primeira vez o único romance escrito por Howard e também os contos de Conan que ainda eram inéditos no Brasil. Cuidado, pois cada conto se passa em um momento diferente da vida do personagem e somente em A Hora do Dragão ele é rei da Aquilônia” – explica Callari.

A Hora do Dragão foi escrito em 1935, um ano antes da morte de seu autor, e o personagem Conan ganhou muita repercussão, virou história em quadrinhos, game e duas adaptações para o cinema: Conan, O Bárbaro (1982) e Conan, O Destruidor (1984), ambos estrelados por Arnold Schwarzenegger. Já na nova adaptação Conan (2011), dirigido por Marcus Nipel, o guerreiro é interpretado por Jason Momoa.

Conan, o Bárbaro é uma publicação do selo Generale, da Editora Évora, e traz um encarte com imagens exclusivas do último filme e dos bastidores de gravação.

 

SOBRE O AUTOR

Robert E. Howard (1906-1936) é considerado um dos escritores mais brilhantes de sua geração, tendo criado dezenas de personagens conhecidos, sendo o pai indiscutível do gênero “espada & feitiçaria”. Ao longo de sua carreira curta, porém prolífica, Howard escreveu histórias de aventura, terror, faroeste, ficção científica e erotismo, além das detetivescas, entre outras, mas foi com a criação de Conan, o Bárbaro que seu nome se imortalizou. Lançadas originalmente em revistas pulps norte-americanas, as histórias de Howard foram republicadas incontáveis vezes em mais de uma centena de países em todo o mundo, e hoje são consideradas um marco para a literatura fantástica, servindo de inspiração para os mais diversos escritores, desde J. R. R. Tolkien até George R. R. Martin.

Alexandre Callari graduou-se em Letras. É escritor, tradutor, palestrante e aficionado por cinema e quadrinhos. No passado, também trabalhou com música e artes marciais. É autor de vários livros, proprietário de uma coleção de 11 mil quadrinhos antigos. Callari viaja frequentemente pelo país fazendo exposições de suas edições raras. É editor e apresentador do site Pipoca & Nanquim, onde faz o que realmente adora: falar de cinema e de quadrinhos.

Comentários

Mais de Cultura

26 de junho de 2019 as 14:42

Sol em Câncer e a cura emocional

14 de junho de 2019 as 19:24

GIRO PELA FIEG

12 de junho de 2019 as 08:50

Quíron, o segredo da cura

11 de junho de 2019 as 08:36

Questão Social: Um breve olhar

7 de junho de 2019 as 08:46

Astrologia; seja bem-vindo, junho!

30 de maio de 2019 as 08:46

Alego promove seminário de Turismo

28 de maio de 2019 as 09:17

Festa junina no Goiânia 2

16 de maio de 2019 as 11:29

Vênus entra em Touro