Cultura

Quíron, o segredo da cura

diario da manha

Colaborador: Blender Barbosa

A mitologia conta que Cronos (Saturno), o antigo rei dos deuses e deus do tempo, se metamorfoseou de equino e sob esta forma se deitou com a ninfa Felíra. Da união foi gerado Quíron, um centauro – metade homem da cintura para cima e metade cavalo para baixo.

Abandonado pelos pais, pois era fruto de adultério, Quíron foi encontrado por Apolo, deus do Sol, que o criou como pai e, juntamente com a irmã Ártemis (Diana), lhe ensinou todos os seus conhecimentos, como artes, caça, música, poesia, ética, filosofia, artes divinatórias, profecias, terapias curativas e ciência.

Quíron, que significa “mão” em grego, se tornou um grande curandeiro, astrólogo e um respeitado oráculo. Era tido como um sábio entre homens e centauros e por conta dos seus conhecimentos acerca da vida educou diversos heróis, como Aquiles, Hércules, Esculápio, Aristeu, Ajax,  Actéon, Ceneu, Enéas, Teseu,  Jasão, Peleu, Télamon, Ileu Fênix e o deus Dioniso (Baco). Mais tarde, também se tornou um mentor para Apolo, que passou a consultá-lo para tomada de decisões.

Certo dia, acompanhando Hércules nos Doze Trabalhos propostos por Hera, Quíron foi atingido por uma flecha envenenada disparada acidentalmente pelo herói durante uma visita à caverna de Folo, um centauro amigo, no Monte Pelião. A flecha não o matou, pois era imortal, porém provocou terríveis dores.

Mesmo sendo um hábil curandeiro, Quíron não foi capaz de curar-se sozinho e para cessar o sofrimento propôs a Zeus trocar sua imortalidade pela vida de Prometeu, o deus que roubara o fogo dos deuses e o dera aos homens. O rei dos deuses aceitou e o centauro pôde morrer tranquilamente. Em homenagem ao sacrifício, Zeus o transformou na constelação de Sagitário.

Na astrologia, Quíron é um asteróide localizado entre os planetas Urano e Saturno e atua no Mapa Astral como um guia pessoal, que concede o dom da ajuda ao outro. No entanto, também evidencia feridas, dores, aspectos que trazem tristeza e escancara as dificuldades no processo de cura e problemas que não somos capazes de resolver sozinhos.

Qual aspecto da sua vida você não tem conseguido curar? Qual aspecto do seu ser insiste nos mesmos erros? Há problemas em sua vida que parecem sem solução? Quíron aparece no Mapa para dizer que, sim, os problemas existem, mas há soluções, que muitas vezes estão não só em você, mas também no outro –  na unidade do todo.

Quíron é um guia da humildade, que sugere o reconhecimento dos nossos erros e propõe a libertarção dos padrões nos quais inconscientemente (ou não) temos insistido. Às vezes, parece que todo obstáculo e todo problema enfrentado ocorre a partir do acaso ou sem propósito, mas não é por aí.

Tudo o que passamos em nossas vidas, cada momento, cada passo que damos há um propósito maior nele. Se estamos em determinada situação é para que tiremos algum aprendizado dela. Existem circunstâncias que parecem tão duras e árduas, mas são vivências necessárias para nossa evolução e desenvolvimento interior, assim diz Quíron.

O segredo da cura interior, a partir do conselho do centauro, é para que ajudemos o outro no seu processo, pois assim também estaremos sendo curados. Um gesto, um conselho, um sorriso, um abraço, uma palavra amiga e uma notícia boa, como diz Charlie Brown Júnior, tudo isso faz falta e faz parte desse leque de cuidado com o outro. Entenda, é tempo de acordar e perceber que o outro somos nós e juntos somos um só.

A partir do instante que reconhecermos que todos nós temos feridas e que elas doem de formas diferentes para cada um, ai sim elas serão mais facilmente curadas. Somos tão falhos a ponto de achar que nossas dores são maiores que as dores dos outros, claro que existem circunstâncias sociais, mas todos nós temos alguma ferida aberta que precisa cicatrizar. Saiba, diz Quíron, suas feridas só serão curadas a partir do momento em que você admitir que elas existem e aceitar que o outro pode te ajudar.

“A vida é curta demais para sofremos insistentemente. Talvez o segredo da cura não está no reflexo do espelho, mas atrás dele”, diz Quíron.

tags:

Comentários

Mais de Cultura

26 de junho de 2019 as 14:42

Sol em Câncer e a cura emocional

14 de junho de 2019 as 19:24

GIRO PELA FIEG

11 de junho de 2019 as 08:36

Questão Social: Um breve olhar

7 de junho de 2019 as 08:46

Astrologia; seja bem-vindo, junho!

30 de maio de 2019 as 08:46

Alego promove seminário de Turismo

28 de maio de 2019 as 09:17

Festa junina no Goiânia 2

16 de maio de 2019 as 11:29

Vênus entra em Touro

8 de maio de 2019 as 10:17

Os signos e o corpo humano