Cultura

Milton Nascimento recebe prêmio da União Brasileira de Compositores

Cantor e compositor é visto como um dos maiores expoentes da Música Popular Brasileira, a MPB

diario da manha
Cantor será

“Amigo é coisa para se guardar/ No lado esquerdo do peito/ Mesmo que o tempo e a distância digam ‘não’/ Mesmo esquecendo a canção/ O que importa é ouvir/ A voz que vem do coração”.Os versos imortais de Milton Nascimento, em parceria com Fernando Brant, darão o tom de uma merecida homenagem a um dos maiores artistas brasileiros.

A União Brasileira dos Compositores (UBC) realiza a terceira edição do Prêmio UBC, em uma cerimônia repleta de surpresas a Milton.  Autor de mais de 400 canções, o artista receberá o Prêmio do Compositor Brasileiro, no dia 15 de outubro, na sede da entidade, no Rio de Janeiro.

Para Milton Nascimento, o fato de fazer parte da UBC, “entidade por onde passaram os maiores nomes da nossa música”, é motivo para ficar honrado e alegre. “É por isso que, quando soube que seria o homenageado do Prêmio UBC 2019, fiquei tão emocionado que nem tive como reagir diante de tamanha responsabilidade. A única coisa que posso expressar agora é o sentimento de muita gratidão pelo carinho recebido”, completa o artista.

Maior sociedade de gestão coletiva de direitos autorais do país,  a União Brasileira de Compositores retomou o Prêmio UBC, em 2017. Naquele ano, o homenageado foi Gilberto Gil. Em 2018, o troféu foi entregue a Erasmo Carlos. Agora, o Prêmio do Compositor Brasileiro segue em boas mãos. Segundo Marcelo Castello Branco, diretor executivo da entidade, “tudo em Milton é visceralmente autoral”.

“A voz, o gesto, a maneira única de cantar. Esta voz silenciou fronteiras, embriagou de beleza gerações por todo o mundo. E continua a nos presentear com o êxtase da beleza e da delicadeza”, diz, acrescentando: “É uma honra para a UBC poder reconhecer isso, uma vez mais”, completa o executivo.

Espírito de menino

Prestes a completar 77 anos, no próximo dia 26 de outubro, Milton demonstra que seu espírito de menino mineiro – ele nasceu no Rio – conectado à terra, à natureza, à espiritualidade e à ancestralidade não só permanece intacto; parece renovar-se.

Criador de um estilo inimitável de cantar, de falar de dores e prazeres da alma humana com ternura e classe, esse artista revelado ao mundo todo há 52 anos, na esteira do hit “Travessia” (parceria com Fernando Brant), ganha uma homenagem no mês do compositor brasileiro, o mesmo em que nasceu.

Cantor Milton Nascimento em show – Foto: Reprodução

Associado da UBC há 27, o compositor tem mais de 400 canções registradas na entidade. Criações solitárias ou em parcerias inesquecíveis com nomes como o próprio Brant, Lô Borges, Alaíde Costa, Olívia Hime, Chico Buarque, Wagner Tiso, Maria Rita, Caetano Veloso, Ana Cristina, Marcos Valle e muitos outros, Milton é plural, prolífico.

Alguns de seus sucessos, como “Maria, Maria” e a própria “Travessia”, contam com 156 e 122 gravações diferentes, respectivamente. Astros internacionais como Paul Simon, Herbie Hancock ou Quincy Jones já gravaram ou cantaram com Milton. 

Além disso, músicas dele já foram sincronizadas em muitas dezenas de produtos audiovisuais: só entre novelas, séries e outros programas de TV foram quase 100, de acordo com um relatório da UBC.

Comentários

Mais de Cultura

26 de junho de 2019 as 14:42

Sol em Câncer e a cura emocional

14 de junho de 2019 as 19:24

GIRO PELA FIEG

12 de junho de 2019 as 08:50

Quíron, o segredo da cura

11 de junho de 2019 as 08:36

Questão Social: Um breve olhar

7 de junho de 2019 as 08:46

Astrologia; seja bem-vindo, junho!

30 de maio de 2019 as 08:46

Alego promove seminário de Turismo

28 de maio de 2019 as 09:17

Festa junina no Goiânia 2

16 de maio de 2019 as 11:29

Vênus entra em Touro