Home / Cultura

Música

Chico Buarque, que faz 80 anos, 'parece ainda muito jovem', diz Gilberto Gil

Chico retratou solavancos e retrocessos do país com coerência política e depuração estética

Chico na capa icônica de disco lançado em 1966 - Foto: Dirceu Côrte Real Chico na capa icônica de disco lançado em 1966 - Foto: Dirceu Côrte Real

Gilberto Gil, da mesma geração de Chico Buarque, ícone da MPB que faz 80 anos nesta quarta-feira, diz à Folha de S.Paulo que o cantor "parece ainda muito jovem, com a cara bonita, os cabelos agrisalhados e bem penteados, o sorriso mais aberto e -talvez- mais franco", em mensagem em que parabeniza Chico.

"Que a vida lhe deu espaço generoso para fazer muito de tudo que ele quis inventar. Ele, até hoje, caminha quase todo dia e joga futebol quase toda semana. Tem que estar em ótima forma e vai estar ainda por muito tempo", acrescenta Gil, que conheceu Chico na adolescência.

"E eu irei gostar dele cada vez mais, gostando dele igual, como da primeira vez quando ele ainda não tinha vinte anos! Parabéns meu oitentão querido."

Com sua música, Chico retratou solavancos e retrocessos do país com coerência política e depuração estética, em um cancioneiro que transformou a música brasileira.

Pouco mais de cinco anos depois de lançar seus primeiros compactos, nos anos 1970, se tornou um sucesso comercial estrondoso e uma unanimidade na crítica musical.

Leia também:

edição
do dia

Capa do dia

últimas
notícias

+ notícias