DM Aprova

DM Aprova: Entenda a crise do Irã e Estados Unidos.

O DM Aprova é uma série de videoaulas interativas sobre os mais diversos assuntos, especialmente para quem presta vestibulares e concursos

diario da manha
Foto: Reprodução

Em junho passado, um VANT (veículo aéreo não tripulado) militar dos EUA, popularmente conhecido como “drone”, foi derrubado pelas forças militares do Irã (seu maior rival na região do Oriente Médio) e isso acirrou as relações entre as potências bélicas.

Os EUA ameaçaram bloquear a comercialização do petróleo iraniano e o Irã disse que não aceitaria tal retaliação. Isso poderá levar a um conflito na região mais instável do mundo.

Entenda mais sobre o assunto assistindo o vídeo abaixo:

Questões de revisão: Questão 01 – (IFMT/2018) O Oriente Médio representa uma das porções mais tensas da Terra, palco de inúmeros conflitos motivados por diferentes interesses, entre religiosos, econômicos, culturais, étnicos, territoriais e naturais.

Sobre os conflitos no Oriente Médio e suas razões, é INCORRETO afirmar que:

a) a questão dos conflitos na Palestina envolve a partilha da região, por decisão da Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU), em 1947, em dois Estados: um, judeu; e outro, árabe. Em 1948, ocorreu a Primeira Guerra Árabe-Israelense, tendo como uma das consequências a ampliação do território israelense.
b) a Guerra no Iraque (2003) vitimou milhares de vidas, entre civis e militares. Um dos motivos dessa invasão foi a acusação que aquele país desenvolvia armas químicas e biológicas que seriam utilizadas por terroristas contra os países ocidentais. No decorrer da guerra, o
ditador iraquiano Saddam Hussein foi capturado pela coalizão internacional, julgado por crimes contra humanidade e entregue às forças militares daquele país que, posteriormente, contribuíram para sua fuga para a Síria.
c) a invasão do Afeganistão por forças de coalizão, a partir dos atentados terroristas aos EUA em 11/09/2001, culminou com a derrubada do grupo Talibã, naquele momento, que controlava aquele país após a ocupação soviética.

d) a Guerra Irã-Iraque durou entre 1980 e 1988, sendo motivada pelo governo iraquiano, que temia a expansão do fundamentalismo islâmico recém-instalado no lado iraniano. O Iraque, apoiado pelas nações ocidentais, teoricamente venceu o conflito e conseguiu inibir a influência iraniana na região.
e) a Guerra do Golfo ocorreu, pois, o Iraque invadiu o Kuwait, alegando, entre outros fatores, que esse pequeno país da região praticava super extração de petróleo, causando uma queda nos preços, o que prejudicava a economia iraquiana. Entre janeiro e fevereiro de 1991, tropas de coalizão lideradas pelos EUA libertaram aquele país.

Questão 02 – (Mackenzie SP/2018) Considerando o mapa e as informações a seguir, marque a opção que identifica corretamente os países I, II e III.

I. Em 2016, houve uma tentativa de golpe militar neste país, que resultou em mais de 250 mortos e grande quantidade de militares presos.
II. A liderança suprema deste país é exercida pelo aiatolá Ali Khamenei e a presidência por Hassan Rohani, reeleito em 2017.
III. É um dos maiores produtores de petróleo do mundo e abriga a cidade de Meca, sagrada para os muçulmanos.
a) I – Síria, II – Iraque, III – Irã.
b) I – Jordânia, II – Iêmen, III – Síria.
c) I – Turquia, II – Irã, III – Arábia Saudita.
d) I – Iraque, II – Arábia Saudita, III – Kuwait.
e) I – Afeganistão, II – Iraque, III – Israel.
Questão 03 – (ENEM/2017) A primeira Guerra do Golfo, genuinamente apoiada pelas Nações Unidas e pela comunidade internacional, assim como a reação imediata ao Onze de Setembro, demonstravam a força da posição dos Estados Unidos na era pós-soviética.

HOBSBAWM, E. Globalização, democracia e terrorismo. São Paulo: Cia. das Letras, 2007. Um aspecto que explica a força dos Estados Unidos, apontada pelo texto, reside no(a)

a) poder de suas bases militares espalhadas ao redor do mundo.

b) alinhamento geopolítico da Rússia em relação aos EUA.
c) política de expansionismo territorial exercida sobre Cuba.
d) aliança estratégica com países produtores de petróleo, como Kuwait e Irã.

e) incorporação da China à Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).

Questão 04 – (UNCISAL AL/2019) O Estado se enfraquece à medida que sua soberania é pressionada por organizações supranacionais, tais como ONU, OEA, OTAN, UE, OMC, BIRD, FMI, OPEP e G8, uma vez que, para tomar decisões internas, frequentemente os Estados devem levar em consideração os acordos feitos no âmbito dessas organizações. ALVES, P. R. e Maia, T. Globalização: considerações contemporâneas. Revista Diálogos Interdisciplinares. V. 2, n. 2, 2013 (adaptado).

A soberania é questionada à medida que a interdependência global e a submissão às organizações intergovernamentais e às organizações não governamentais internacionais aumentam, o que pressiona o poder político a se adequar à globalização para recuperar a soberania e a legitimidade.

Os textos anteriores destacam o papel das organizações intergovernamentais no processo de globalização. Esse papel é exemplificado pela atuação do(a)
a) Fundo Monetário Internacional (FMI) na solução da crise política na Venezuela.
b) Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) na solução de conflitos no Oriente Médio.
c) Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) no favorecimento da regulação do mercado de commodities globais.
d) Organização Mundial do Comércio (OMC) na facilitação do livre comércio internacional para as nações em desenvolvimento.
e) Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD) na busca de condições favoráveis aos refugiados nos países europeus.

Questão 05 – (UNITAU SP/2018) Para facilitar essas relações, sobretudo numa economia globalizada, que exige uma dinamização nas relações comerciais e sociais, intensificando o fluxo de mercadorias e serviços, foram criados vários acordos internacionais, com destaque para os blocos econômicos. Esses grupos discutem medidas para reduzir e/ou eliminar as tarifas alfandegárias, promovendo a ampliação das relações comerciais entre os países- membros.

Sobre os principais acordos e blocos internacionais criados nas últimas décadas, e seus objetivos, aponte a alternativa CORRETA.

a) A OPEP (Organização dos Países Exportadores de Petróleo) foi criada para ser responsável e por controlar a produção e a venda do petróleo produzido na América do Norte e América do Sul.
b) A ALCA (Área de Livre Comércio das Américas) foi criada com o objetivo de criar um bloco econômico com todos os países do continente americano, inclusive Cuba, com baixas tarifas alfandegárias no comércio entre esses países.
c) O BRICS caracteriza um acordo internacional entre Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, países emergentes, com grande capacidade de investimento, e que se transformariam em potências econômicas até 2050.
d) O MERCOSUL tem como objetivo consolidar espaços econômicos e comerciais na América do Sul, por meio do princípio do protecionismo do comércio latino-americano.
e) O NAFTA (Acordo de livre-comércio da América do Norte, em português) é um acordo entre Estados Unidos, México e os países do Caribe, e tem como intenção a redução das barreiras econômicas e alfandegárias entre esses países.

GABARITO:
1) Gab: B
2) Gab: C
3) Gab: A
4) Gab: D
5) Gab: C

O DM Aprova é uma série de videoaulas interativas sobre os mais diversos assuntos, especialmente para quem presta vestibulares e concursos. Os professores são especialistas em Geografia e História.

Comentários