DM Autos

VW Amarok Highline V6 3.0 chega em fevereiro, mas pré-venda está aberta

diario da manha

Norton Luiz
Editor de Veículos

A Volkswagen anuncia o lançamento da picape Amarok com o tão esperado motor V6 3.0  para a segunda quinzena de fevereiro. O novo motor, porém, virá equipando somente a versão Highline, que já está sendo comercializada antecipadamente, somente na cor sólida branco cristal, com um lote de 450 unidades por R$ 187.710 (reservas podem ser feitas pelo site prevendaamarokv6.vw.com.br).

A Amarok Highline 2018, produzida na fábrica de General Pacheco, na Argentina, será vendida normalmente por R$ 184.990, mas o preço maior (R$ 2.720 a mais) praticado no lote inicial é em função da exclusividade do opcional das rodas de 19 polegadas, modelo Milford. A Amarok V6 fica bem competitiva em relação às versões mais caras da concorrência. A Chevrolet S10 Highcountry começa de  R$ 182.390 e a série especial de 100 anos sai por R$ 187.590. Enquanto isso, a Toyota Hilux SRX sai por R$ 193.270 e a Ford Ranger Limited chega a R$ 190.190.

Com o fim da pré-venda, fica valendo o preço de R$ 184.990 para todas as opções de cores, mas sem as rodas aro 19. As primeiras unidades chegarão à rede de concessionários a partir de 15 de fevereiro e o lançamento oficial da versão Highline V6 3.0 deve acontecer no dia 22 seguinte. Como novo motor V6 turbodiesel, de 225 cavalos de potência, de 3.000 a 4.500 giros e 56,1 kgfm de torque entre 1.500 a 2.500 rpm, a Amarok Highline passa a ser picape mais potente do mercado.

O câmbio que trabalhará associado ao novo motor é o mesmo automático de oito marchas, com tração e integral permanente 4Motion. Este, sem dúvida, um diferencial que a Volkswagen emprega no segmento de picapes médias. Esse câmbio, contudo, sofreu ajustes para suportar o maior torque do motor turbodiesel V6.

O novo motor da versão Highline da Amarok associa tecnologia de injeção direta common-rail de combustível com turbocompressor de geometria variável. Esse motor possui acionamento dos comandos por correntes, que não requerem manutenção, e circuitos separados de arrefecimento para o cabeçote e o bloco, o que permite melhor gerenciamento da temperatura de funcionamento.

Em relação ao motor 2.0 biturbo que equipa a Highline atual e também as versões SE, Trendline, todas de cabine dupla, o ganho é de 25% em potência (45 cv a mais) e de 31% no torque (130 Nm, ou 13,3 kgfm). O torque entregue em baixo regime de giro dá à Amarok V6 desempenho excelente em qualquer tipo de terreno. Sua velocidade máxima é de 190 km/h e a aceleração de 0 a 100 km/h requer apenas 8 segundos.

A  Amarok V6 Highline virá de série com sistema ABS off-road, que auxilia na frenagem sobre piso solto (como terra ou cascalho) e freios a disco nas quatro rodas, com o exclusivo sistema  “Post- Collision Brake” (sistema de frenagem automática pós-colisão). O acionamento automático do sistema de frenagem pós-colisão se baseia na detecção da colisão inicial pelos sensores dos airbags.

A versão contará também com vários recursos de auxílio ao motorista, como Controle Eletrônico de Estabilidade (ESC), HDC (Hill Descent Control ou Controle Automático de Descida) e HSA (Hill Start Assist ou Assistente para Partida em Subida). Também traz o BAS (Sistema de Assistência à Frenagem), ASR (Controle de Tração) e EDS (Bloqueio Eletrônico do Diferencial), indicador de perda de pressão dos pneus, quatro airbags e faróis bixenônio com luz de condução diurna (DRL) em LEDs, além de sistema ISOFIX para fixação de cadeiras para criança no banco traseiro.

Conforto a bordo

O volante multifuncional da Amarok V6 Highline ajuda na operação do sistema de infotainment e das funções do computador de bordo da picape – o mostrador, entre o velocímetro e o conta-giros, é colorido. Também traz as aletas (shift paddles) para mudanças de marcha. No quadro de instrumentos, um detalhe chama a atenção na Amarok V6 Highline: ao se dar a partida, as agulhas dos mostradores fazem uma “varredura”, tal qual no Golf GTI.

O sistema Park Pilot, complementado pela câmera de ré, ajuda na tarefa de estacionar a picape, que mede 5,25 metros de comprimento, com 3,10 metros de entre-eixos. A Amarok V6 Highline conta, entre outros itens, com sistema de alarme acústico e visual para os cintos de segurança não afivelados nos bancos dianteiros. Também há uma tomada de 12V posicionada atrás do apoia braço dos bancos dianteiros.

Seus bancos são revestidos de couro “Vienna” e ajustes elétricos nos dianteiros, que possuem o certificado “ergoComfort” – emitido pelo instituto alemão “Aktion Gesunder Rücken – AGR” (Campanha para Costas Saudáveis) na categoria “bancos de veículos comerciais leves”. A AGR é uma associação mantida por médicos e terapeutas que promove ações e pesquisas para prevenção de dores nas costas.

Conectada

A Amarok V6 Highline vem equipada de série com o sistema de infotainment “Discover Media”, com tela colorida sensível ao toque (“touchscreen”) de 6,33 polegadas, leitor de CD, duas entradas para SD-Card, Aux in e porta USB. É possível parear via Bluetooth dois celulares simultaneamente e operar telefone e áudio (streaming).

A central de infotainment “Discover Media” permite a locução de mensagens de texto (SMS) do celular por meio dos alto-falantes. E mais: é possível responder por meio de comando de voz a mensagem, enviada em formato SMS.

Além disso, o “Discover Media” realiza a interface com o sistema de assistência de estacionamento ‘Park Pilot’, que além de demonstrar a aproximação de obstáculos na dianteira em manobras de estacionamento, transmite (na tela central do console) a imagem da câmera traseira de estacionamento.

 

 

Comentários

Mais de DM Autos