DM Autos

Jeep Renegade 2019 renova visual, fica mais conectado e espaçoso no porta-malas

diario da manha

Norton Luiz
Editor de Veículos

O Jeep Renegade passa por sua primeira reestilização pouco mais de três anos depois de chegar ao mercado brasileiro. Mudou muito pouco no visual externo e internamente se destacam a nova central multimídia e o porta-malas que ganhou mais espaço, ficando 47 litros maior.

Agora são 320 liros. Os preços partem de R$ 78.490, na versão de entrada Sport, manual, e vão até R$ 136.990, na topo de linha, a Trailhawk 2.0 AT9.

Enquanto houve redução de preços nas versões Sport flex, manual e automática, as equipadas com motor a diesel sofreram aumento. O modelo que está chegando ao mercado traz também mais equipamentos que reforçam a posição do SUV no segmento, onde figura entre os cinco mais vendidos.

O Renegade foi lançado no Brasil em 2015, sendo produzido na fábrica de Goiana, em Pernambuco.

Visualmente, o Jeep Renegade traz novo para-choque dianteiro em todas as versões flex. Destaque para a considerável melhoria no ângulo de entrada, saltando de 20° para 27°. Na versão Trailhawk é de 30°. Com isso, a inconfundível grade de sete barras ficou mais baixa, mas mesmo assim não perdeu sua cara de identificação do modelo. Os faróis ganharam assinatura em LED, acompanhado dos de neblina, e se tornaram de série nas versões Limited (flex) e Trailhawk (diesel).

Na traseira, há apenas uma nova maçaneta na tampa traseira, mantendo as mesmas lanternas com iluminação halógena. As rodas, por sua vez, variam de 16″ a 19″ com novos desenhos, dependendo da versão, e três novas cores entram no catálogo: Azul Jazz, Deep Brown e Cinza Antique (apenas Limited).

Por dentro, o Renegade ganha a esperada central UConnect com tela de 8,4″ e os comandos do ar-condicionado inspirados no Compass. A conectividade é reforçada pelo espelhamento de smartphones via Apple CarPlay ou Android Auto e comandos por voz. Nas proximidades da alavanca de câmbio, o espaço para objetos ficou um pouco maior. O ar-condicionado, garante a fabricante, ficou 20% mais eficiente em todas as versões.

A oferta de versões sofre baixa na linha 2019. A versão Custom não aparece mais no catálogo e a destinada para o público PCD é mantida sem qualquer alteração. A versão Sport volta a ser a de entrada, sendo a única com opção de câmbio manual.

Ela adota apenas as mudanças estéticas da parte de fora, mantendo no interior a central multimídia com tela de 5″ e ar-condicionado analógico revisados. A câmera de ré e porta USB para os passageiros do banco traseiro são itens de série. O aumento do espaço no porta-malas se deve à substituição do estepe convencional pelo temporário, exceto na versão Trailhawk 2.0 AT9.

Esperava-se mudanças mais significativas no modelo, como foi feito na Europa e nos Estados Unidos, mas o consumidor não precisa se preocupar porque o Renegade 2019 traz toda a essência de charme, robustez e modernidade que o acompanha. Ficam também para o futuro os novos motores turbos. Por enquanto foram mantidos os já conhecidos propulsores 1.8 flex, de até 139 cv e 19,3 kgfm de torque, abastecido com etanol,  e o 2.0 turbodiesel, de 170 cv de potência e 35,7 kgfm de torque.

Versões e preços da linha 2019:

Jeep Renegade Sport 1.8 MT – R$ 78.490
Jeep Renegade Sport 1.8 AT6 – R$ 83.990
Jeep Renegade Longitude 1.8 AT – R$ 96.990
Jeep Renegade Limited 1.8 AT6 R$ – 103.490
Jeep Renegade Longitude 2.0 AT9 – R$ 125.490
Jeep Renegade Trailhawk 2.0 AT9 – R$ 136.990

Comentários