DM Autos

Primeiras impressões sobre o novo Chevrolet Onix Plus

Andamos na versão sedan em sua configuração topo de linha, a Premier.

diario da manha
Chevrolet Onix Plus Premier

É do Chevrolet Onix Plus que vamos falar. Quando a General Motors anunciou o lançamento da nova geração do Chevrolet Onix um detalhe chamou a atenção e gerou expectativa: o novo motor 1.0 Turbo Flex, três cilindros, de 116 cv.

Com as versões hatch e a nova sedan, batizada de Plus, mostradas no palco, a fabricante foi revelando as novas qualidades do seu modelo líder absoluto de vendas o País. Visualmente, a nova geração do Onix agradou bastante.

O que não estava visível, como as tecnologias de segurança e comodidade e o novo motor turbo, eram realmente os pontos mais esperados. Expectativa normal para a apresentação de um novo carro.

Chevrolet Onix Plus Premier

O que o novo Chevrolet Onix estava trazendo de novidade? Carro novo merece coisa nova. Além das tecnologias anunciadas, como controle de estabilidade, assistente de estacionamento, novo MyLink, Wi-Fi 4G, assistente de partida em rampa, carregador de celular por indução, limitador de velocidade e outros itens, o motor turbo recebia credenciais de mais econômico e de melhor desempenho do mercado.

Como assim? Motor 1.0 Turbo Flex de três cilindros com melhor o desempenho do mercado no segmento? E o motor 200 TSI que equipa o Volkswagen Polo e Virtus? Não é também um propulsor 1.0,  três cilindros, de boa pegada?

Motor 1.0 turbo de 116 cv de potência

O motor turbo da Chevrolet tem 116 cv de potência, com etanol, e rende 16,8 kgfm de potência. O da Volkswagen rende 128 cv de potência, também com etanol, e 20,4 kgfm de torque. Restou a dúvida.

Se tem mais potência, a regra é que o motor da Volkswagen tenha melhor desempenho, ou seja, ande mais. No quesito economia de combustível, propulsor menos potente tende a ser mais econômicos. Então, não seria o estreante motor 1.0 Turbo Flex da Chevrolet mais econômico, porém menos potente do que o 200 TSI da Volkswagen?

Vamos para a prática. A Chevrolet apresentou as versões hatch e sedã do Onix da nova geração do modelo. Contudo, a marca disponibilizou para teste apenas o Onix Plus, com motor 1.0 Turbo Flex. Essa versão, substituta do Prisma, já começa a ser vendida, enquanto o hatch só chega em novembro.

Chevrolet Onix Plus Premier

Avaliando o Onix Plus Premier

É sobre essa versão que vamos falar um pouco, deixando para outra oportunidade maiores considerações sobre o Onix Plus Premier.

Rodamos cerca de 180 km com o Chevrolet Onix Plus 1.0 Turbo, nos trechos de ida e volta, entre Porto Alegre, onde a General Motors fez o lançamento do carro, e  o Parque Eólico, na cidade de Osório. Falar do novo design do modelo é apenas reforçar o óbvio. Então vamos às considerações sobre a versão Plus testada.

O novo Onix chega com um conjunto pronto para enfrentar concorrentes  VW Virtus, Toyota Yaris Sedan e Fiat Cronos. O motor Ecotec 1.0 Turbo e a transmissão automática são opções únicas da versão Plus na sua configuração mais completa, a Premier.

O Chevrolet Onix Plus Premier rende 116 cavalos em seu novo propulsor comapcto turbo de três cilindros, que é todo estruturado em alumínio. Ele conta com dois comandos de válvulas e injeção indireta, com tecnologia flex e injetores no coletor de admissão.

Chevrolet Onix Plus Premier

O  torque de 16,8 kgfm surge a partir dos 1.500 rpm, o que permite o motor turbo do Onix Plus Premier o apresentar respostas rápidas em baixas rotações. Ele sai da imobilidade e vai de  0 a 100 km/h em apenas 9,7 segundos e alcança a velocidade máxima de 187 km/h.

De fato, o motor 1.0 Turbo, flex, de três cilindros, do Chevrolet Onix Plus tem boa aceleração e o detalhe importante é que não vibra e não grita quando exigido com o pé afundado na acelerador.

O Chevrolet Onix Plus, graças ao motor turbo, é ágil no perímetro urbano. Na estrada, surpreende pelo imediato aumento de giro e pressão do turbo, o que garante retomada segura nas ultrapassagens. Aos 4.000 rpm, o motorzinho se mostra nervoso e arranca com muita facilidade.

Chevrolet Onix Plus: média de consumo de 15,3 km/l na estrada

Motor 1.0 Turbo, três cilindros do novo Onix

 Para um carro do seu porte, o Onix Plus chega a surpreender. Seu desempenho, somado também à economia, são outros dois bons diferenciais. Andando na faixa dos 100 km/h, a média de consumo ficou em torno dos 15,3 km/l. O câmbio automático de seis marchas é bastante macio e faz trocas suaves, absolutamente sem trancos.

 Quer fazer trocas manuais? É só fazer uso de um botão na ponta da alavanca. Uma pena não ter o sistema de trocas por borboletas arás do volante. O Hyundai HB20 da nova geração,  lançada na semana passada, traz essa comodidade, mais bem vista como um requisito atraente.

A direção elétrica progressiva é leve e a suspensão com um ajuste perfeito, assegurando bom conforto e estabilidade.

O Onix Plus oferece boa posição para o condutor, graças à ergonomia do banco. Passageiros têm também assentos confortáveis. O novo Onix cresceu de tamanho e agora quem vai no banco traseiro viaja com as pernas mais folgadas.

 Outro detalhe que reforça a posição do Onix no mercado é o fato de ter conquistado 5 Estrelas (nota máxima) no crasch-test de colisão da LatinNCAP. O modelo passou na prova de proteção para crianças e adultos com a maior nota.

Chevrolet Onix Plus Premier

No geral, o Onix Plus não vai permitir sequer resquícios de saudade do Prisma, embora seu antecessor tenha deixado ótima impressão no mercado.

O novo Onix Plus é resultado de um projeto com design moderno e muito agradável aos olhos, tem bom acabamento interno e equilíbrio nas cores e um motor compacto turbo nervosinho. É bastante ágil, anda muito e faz boa economia.

Agora, se o motor 1.0 turbo do novo Onix tem o melhor desempenho do segmento não deu ainda para confirmar. Até a segunda ordem o que a Chevrolet falou á falado.

Comentários

Mais de DM Autos