DM Autos

Chevrolet Tracker 2021 já se destaca entre os SUVs compactos

Impressões ao dirigir o SUV que ganha uma nova geração e muda todo o seu conceito.

diario da manha

O Chevrolet Tracker 2021 da nova geração foi lançado no final de março disposto a não ser apenas um mero coadjuvante no segmento dos SUVs compactos. Seu antecessor conseguiu pouco destaque no segmento, atuando apenas como figurante. O novo modelo, contudo, fez a sua parte.

O Tracker passou por uma profunda renovação a partir da sua construção na nova plataforma GEM, desenvolvida na China em parceria com a SAIC e que deu origem à nova geração do Onix e Onix Plus (sedã). Daí, nasceu um novíssimo Tracker e os resultados já começam a aparecer nos percentuais de vendas no segmento.

O SUV Tracker merecia mesmo uma nova proposta e a conclusão que se tira do novo modelo compacto é que a General Motors acertou a mão. O SUV ficou bonito visualmente, cresceu de tamanho, ganhou mais conforto e espaço interno e equipamentos exclusivos.

Uma boa surpresa é o novo motor 1.2 turbo, três cilindros, de 133 cv e 21,4 kgfm de torque que equipa com exclusividades as versões 1.2, LTZ e Premier.

O lançamento do novo Chevrolet Tracker 2021 foi via streaming por conta da pandemia que exige protocolos de segurança e o isolamento social é uma das medidas empregadas. A GM planejava uma grande festa com a presença física de jornalistas especializados para receber a nova geração do Tracker.

Liderança em vendas

Os planos tiveram que ser alterados, mas nem por isso a apresentação do novo modelo deixou de ter seu brilho. Logo no primeiro mês de vendas o Tracker da nova geração saiu da apagada posição de vendas do seu antecessor e já surpreendeu em emplacamentos em abril e maio.

Em abril e maio, o Tracker da nova geração foi o líder, superando concorrentes fortes como os Jeep Renegade e Compass, Nissan Kicks e Hyundai Creta. Em junho, o modelo vendeu mais de 4 mil unidades e foi aí que mostrou o quanto valeu a sua renovação.

De olho principalmente no Volkswagen T-Cross, o novo Tracker vai continuar dando trabalho e deve fazer história no segmento dos SUVs compactos. Não significa que, para tanto, o SUV da Chevrolet irá reinar tranquilo sem ter que se preocupar.

Concorrentes

Muito pelo contrário, a disputa é com adversários fortes que se renovam constantemente. Se dormir no ponto, modelos como o próprio T-Cross, o Hyundai Creta, Nissan Kicks e os Jeep Renegade e Compass estão antenados com os consumidores e jogam poeira na cara.  

O DMAutos acaba de avaliar aversão mais completado Tracker, a Premier 1.2 Turbo, cujo preço chega a R$ 112.000. Foram 10 dias a bordo do SUV compacto que não herda nada do seu irmão que passou por aqui sem chamar muito a atenção pela sua timidez.

O Chevrolet Tracker Premier  1.2 Turbo é o tipo do SUV do qual você não em nada do que se queixar. Para quem conhece bem o antecessor é que a distância entre o ex e o atual surge de forma muito mais aparente.

Chevrolet Tracker 2021 é vendido em cinco versões, além da destinado ao público PCD

Além da versão Premier testada, o Chevrolet Tracker 2021 oferece outras quatro versões, além da destinada à pessoas com deficiência (PCD). Os preços partem de R$ 82.000 e chegam a R$ 112.000 mil na versão topo de linha do modelo. A versão PCD custa R$ 70 mil, mas com os descontos de IPI e ICMS assegurados pela legislação, sai por R$ 56.877,00.

A nova plataforma GEM permitiu que o Chevrolet Tracker 2021 crescesse de tamanho e ganhasse a aparência de um SUV bem estiloso e moderno.

O novo Tracker tem 4,27 metros de comprimento, 2,04 m de largura, 1,63 m de altura e 2,57 m de entre-eixos. O SUV ficou 10 cm maior no comprimento, 1 cm mais largo e 1,5 cm maior no entre-eixos. Quem vai no banco traseiro viaja com as pernas bem mais folgadas.

O novo SUV Tracker ganhou uma aparência muito mais agradável com a nova definição da frente e da traseira um pouco mais alongada. A redução em 5,2 cm na altura do novo SUV Tracker deu ao modelo um perfil de um SUV bastante moderno.

No geral, o Tracker da nova geração deu uma nova guinada no modelo, caiu no gosto do consumidor e os resultados das vendas são uma prova de como a mudança foi boa e acertada.

Outro ponto positivo. O porta-malas cresceu na capacidade de carga. Os 306 litros da versão anterior saltaram para 393 litros, contando com um compartimento de 36 litros. Com a segunda fileira dos bancos rebatida, a capacidade aumenta pra 1.278 litros.

Motorizações

O SUV traz duas motorizações: Além do Ecotec 1.2 turbo flex de três cilindros e turbos, o Tracker conta também com o motor Ecotec 1.0 turbo, também de três cilindros, que rende 116 cv e 16,8 kgfm.

É o mesmo propulsor que fez sua estreia no novo Onix. Esse propulsor equipa as versões de entrada manual e automática, além da versão automática destinada ao público PCD.

A versão de entrada 1.0 tem câmbio manual de seis marchas. A partir da segunda versão de entrada LT 1.0, a transmissão é sempre automática de seis velocidades. O consumo oficial do motor 1.2 Turbo, associado com o câmbio automático, é de 11,2 km/l na cidade e de 13,5 km/l na estrada, com gasolina.

Foi exatamente esse o combustível que utilizamos durante a avaliação com o Tracker Premier 1.2 Turbo. Com etanol no taque o consumo é de 7,7 km/l na cidade e de 9,4 km/l na estrada.

Resumo do teste

O Chevrolet Tracker Premier 1.2 Turbo automático chama a atenção não só pelo visual que fez dele um utilitário esportivo compacto que ganha respeito só no olhar. O SUV não traz, definitivamente, nada do seu antecessor e ganhou a simpatia do consumidor.

Bonito, confortável, espaçoso e estiloso, o Tracker da nova geração tem excelente dirigibilidade, direção elétrica macia, suspensão bem calibrada, interior sem ruídos e nem na terra as trepidações da estrada incomodaram.

O motor 1.2 Turbo de três cilindros é rápido e passa a impressão de ter muito mais potência e força que realmente tem. A transmissão automática também surpreende pela maciez e calibragem. O Novo Chevrolet Tracker é mesmo uma excelente opção de compra.

Versões e consumo

Tracker 1.0 Turbo MT:

Gasolina: 13km/l e 14,8 km/l
Etanol: 9 km/l e 10,4 km/l

Tracker 1.0 Turbo AT:

Gasolina: 11,9 km/l e 13,7 km/l
Etanol: 8,2 km/l e 9,6 km/l

Tracker 1.0 Turbo AT 1.2

Gasolina: 11,2. Km/l e 13,5 km/
Etanol: 7,7 km/l e 9,4 km/l

O Chevrolet Tracker Premier 1.2 Turbo AT vem de série com todos os equipamentos das versões abaixo, a partir da 1.0 manual, e acrescenta painel de instrumentos com tela de 3,5″ colorida, alerta de colisão frontal, faróis em LED, lanternas em LED, friso cromado nas janelas, maçanetas internas cromadas, ar-condicionado automático, carregador de smartphones por indução, sistema de estacionamento automático, espelho retrovisor interno fotocrômico, teto-solar elétrico, frenagem automática em baixa velocidade e bancos em couro.

Então, veja a lista de equipamentos das demais versões do novo Tracker e inclua cada um dos itens na 1.2 Turbo Premier

Chevrolet Tracker 1.0 Turbo MT:  Seis airbags, alarme, assistente de partida em rampas, controles de tração e estabilidade, faróis e lanterna de neblina, indicador de vida útil do óleo, luz de condução diurna, regulagem de altura dos faróis, fixação de cadeiras infantis Isofix e Top Tether, ABS, maçanetas e rack do teto em preto, maçanetas internas em prata, rodas de 16″ em alumínio, ar-condicionado, coluna de direção com regulagem de altura e profundidade, computador de bordo com informações de viagem, veículo e consumo, direção elétrica, espelhos retrovisores externos elétricos em preto, câmbio manual de 6 marchas, travas elétricas, vidros elétricos com acionamento tipo um toque e antiesmagamento, cobertura do porta-malas, banco traseiro bipartido, sistema multimídia MyLink com tela de 8″ com espelhamento de smartphones por Apple CarPlay e Android Auto, USB para o banco traseiro, painel de instrumentos com tela de 3,5″, volante com comandos de som, OnStar e conexão 4G a bordo;

Chevrolet Tracker LT 1.0 Turbo AT: Todos os itens da 1.0 turbo manual, mais câmbio automático de 6 marchas com opção de trocas manuais, grade frontal com detalhes cromados, espelhos e maçanetas externos na cor do carro, rack do teto em prata, câmera de ré, piloto automático, abertura de portas com chave presencial, partida por botão e start-stop.

Chevrolet Tracker 1.2 Turbo AT: Todos os itens da versão 1.0 Turbo automática, mais motor 1.2 turbo, câmbio automático de seis marchas, start-stop e piloto automático.

Chevrolet Tracker LTZ 1.2 Turbo AT: Todos os itens da 1.2 Turbo automática, mais  grade frontal cromada, maçanetas e retrovisores na cor do carro, rack do teto em prata, câmera de ré, abertura de portas com chave presencial, partida por botão, alerta de ponto-cego, rodas de 17″, sensor de luz, sensor de chuva, volante esportivo em couro com comandos de som e bancos em tecido e couro.

A versão PCD do Chevrolet Tracker 1.0 Turbo automática traz todos os itens da versão LT 1.0 Turbo e acrescenta 12 meses de garantia e pacote promocional por tempo limitado com as rodas de 16″, rack de teto, maçanetas na cor do carro e cobertura do porta-malas.

Versões e preços do Novo Chevrolet Tracker 2021

Tracker 1.0 Turbo AT PCD: R$ 56.877
Tracker 1.0 Turbo MT: R$ 82.000
Tracker LT 1.0 Turbo AT: R$ 89.900
Tracker 1.2 Turbo AT: R$ 90.500
Tracker LTZ 1.2 Turbo AT: R$ 99.900
Tracker Premier 1.2 Turbo AT: R$ 112.000

Comentários