DM Autos

Dodge Durango se torna o SUV todo-poderoso com nova versão SRT Hellcat

Motor apimentado do modelo é um V8 de 6,2L que rende 719 cv de potência.

diario da manha

O Dodge Durango se alinha ao Challenger e Charger e passa a ter uma versão SRT Hellcat. Desta forma, a inédita versão lançada nos EUA faz do Durango o SUV mais potente de todos os tempos.

O apimentado motor HEMI® Hellcat V8 de 6,2 litros, que rende 719 cv de potência e 89,2 kgfm de torque. Ele leva o Durango SRT Hellcat de 0 a 96 km/h (60 mph) em 3,5 segundos e de 0 a 402 m (quarto de milha) em apenas 11,5 s.

O SUV esportivo, que traz acoplado ao motor HEMI o câmbio automático de oito marchas TorqueFlite 8HP95, pode chegar a 290 km/h.

A Dodge produzirá o Durango SRT Hellcat apenas como ano/modelo 2021. O sistema Uconnect 5 do Dodge Durango  SRT Hellcat é cinco vezes mais rápido que antes e conta com a maior tela de torque disponível na categoria, de 10,1 polegadas e mais desempenho do que nunca.

Dodge Durango: Versão SRT Hellcat oferece a melhor capacidade de reboque entre os SUVs de três fileiras.

Nenhum outro SUV no mundo pode rebocar mais ou transportar mais com um tempo de quarto de milha mais rápido que o Durango SRT Hellcat. Com 3.946 kg, trata-se da melhor capacidade de reboque entre utilitários-esportivos de três fileiras.

As concessionárias Dodge//SRT dos Estados Unidos abrirão os pedidos do Durango SRT Hellcat a partir de outubro e as primeiras unidades deverão chegar no início de 2021.

Força e equilíbrio

As melhorias de desempenho do Dodge Durango SRT Hellcat começam com o novo design frontal, incluindo o novo defletor e atualizações do duto do radiador de óleo, guia de ar e snorkel para indução de ar frio.

Um novo e exclusivo defletor traseiro melhora o equilíbrio com as novas linhas dianteiras, resultando em aumento significativo na pressão aerodinâmica (downforce) de mais de 400% (63,5 kg a 290 km/h).

Atualização

Os engenheiros da SRT atualizaram o Durango SRT Hellcat para aprimorar a dirigibilidade. O modelo recebeu várias tecnologias inspiradas em corridas e freios Brembo, resultando em números de desempenho nunca antes vistos em um Durango.

Comparado com o Durango de maior desempenho até então, o SRT 392, o novo Durango SRT Hellcat 2021 tem suspensão atualizada que oferece uma série de vantagens. São elas: mais conforto no modo Automático e melhor controle no modo Track, respostas mais equilibradas, maior aderência com menos subesterço (saída de dianteira) e mais estabilidade em curvas.

A direção de assistência elétrica do Durango SRT Hellcat conta com ajustes para gerenciar melhor o aumento da aderência. Houve  melhoria tanto no desempenho em condução esportiva quanto as sensações ao volante e na facilidade de manobrar em velocidades de estacionamento.

Condução SRT

Os modos da direção são acessados por meio da nova tela sensível ao toque de 10,1 polegadas. Assim são também os outros ajustes de condução SRT, que personalizam a experiência de dirigir controlando as configurações de câmbio, paddle shifters, tração nas quatro rodas (AWD) e suspensão.

Entre as tecnologias inspiradas em corridas estão dois sistemas que atuam em conjunto: o controle de arrancada (Launch Control), que evita as rodas girarem em falso e o assistente de arrancada (Launch Assist).

O primeiro evita que as rodas girem em falso e o segundo usa sensores de velocidade nas rodas para detectar e mitigar o salto da roda na saída.

O Dodge Durango SRT Hellcat 2021 também entrega excelente frenagem, exigindo 35,3 metros para parar a 96 km/h (60 mph). O crédito pertence ao sistema de freios Brembo de alta performance, com discos ventilados nas quatro rodas, medindo 400 mm de diâmetro na frente e 350 mm atrás.

Comentários