DM Autos

Honda CB 1000R 2022 chega mais estilosa e estreia versão Black Edition

Modelo custa R$ 69.900 e a versão Black Edition chega a R$ 76.750.

diario da manha

A Honda CB 1000R 2022 traz mudanças que destacam ainda mais seu visual agressivo de uma legítima Streetfighter. Além disso, o modelo Naked, que chega ás revendas da marca em abril, introduz na linha 2022 a nova versão Black Edition.

O preço sugerido para a CB 1000R, tendo como base o Distrito Federal, é de R$ 69.000,00. Para a versão Black Edition o preço sugerido é de R$ 76.750,00.

As cores disponíveis para a nova Honda CB 1000R são o vermelho metálico e o prata metálico. Por sua vez, a Black Edition virá na cor preto perolizado.

A CB 1000R 2022 tem linhas mais agressivas e avançadas, com novos detalhes como o subchassi em alumínio prateado e molduras do radiador e tampas da caixa do filtro do ar com design mais dinâmico. O formato do farol evoluiu e agora está mais inclinado para trás, idem quanto às rodas, de desenho elaborado e atraente.

Comando de voz

O inédito painel de instrumentos TFT colorido inclui conectividade Honda RoadSync com a tecnologia HSVCS — Honda Smartphone Voice Control System. O sistema permite ao condutor controlar através de sua voz smartphones e diversos aplicativos nele instalados. Uma porta USB-tipo C situada sob o banco do passageiro permite a recarga de smartphones.

A versão Black Edition da Honda CB 1000R 2022 ganhou visual personalizado, com uma customização de fábrica. O uso do preto está presente em praticamente todas as superfícies. Além do aspecto cromático, a CB 1000R Black Edition traz acessórios exclusivos de série.

À exceção de alguns detalhes em alumínio usinado — nos raios das rodas, balança de suspensão, tampas do motor e apoios do guidão com o logotipo “CB” — tudo na Honda CB 1000R Black Edition é preto: o farol cônico e sua carenagem essencial, suspensão dianteira, as molduras do radiador, tampas da caixa do filtro do ar (com acabamento anodizado) e todo o sistema de escape inclusive a ponteira.

O tanque e a capa do banco do passageiro, equipamento exclusivo da Black Edition, são em Preto Graphite. No aspecto técnico, a Honda CB 1000R Black Edition se diferencia da versão standard por ter o sistema quickshifter, que permite mudanças de marchas mais rápidas por eliminar a necessidade de acionamento da alavanca de embreagem.

Honda CB 1000R Black Edition: estilo e equipamentos

• Posição de pilotagem avançada e agressiva
• Novas rodas de alumínio fundido
• Sistema HSVCS — Honda Smartphone Voice Control System
• Painel TFT colorido de 5 polegadas

Pioneira do conceito Neo Sports Café, a Honda CB 1000R exala uma personalidade agressiva, com posição de pilotagem curvada à frente e tendo no motor um elemento de grande força em termos estéticos. As novas rodas de alumínio fundido com sete raios acrescentam um visual elaborado e atraente.

O farol redondo, um componente de forte identidade, agora possui uma moldura oval e está em posição mais recuada entre as bengalas da suspensão dianteira. As molduras do radiador em alumínio polido ganharam novo desenho, ficando mais compactas e inclinadas. O estilo que se repete nas tampas da caixa do filtro do ar.

O subchassi de alumínio foi totalmente redesenhado e agora tem acabamento prateado na versão base, o que destaca a essencialidade da parte traseira, que também traz um suporte de placa menor.

Visual revitalizado

A revitalização no visual foi extendida a elementos como o painel de instrumentos, agora um display TFT a cores de alta visibilidade com 5 polegadas. São quatro os tipos de visualização da velocidade e rotação do motor, selecionáveis de acordo com a preferência do condutor, que pode usar a tecnologia multi-color line para ativar o shift light, indicador de mudança de marcha, indicação do nível/consumo de combustível, seleção do modo de pilotagem e parâmetros do motor e indicador de marcha engatada. Toda a gestão destas preferências é feita por botões no punho esquerdo.

O sistema de conectividade Honda Roadsync com a tecnologia HSVCS — Honda Smartphone Voice Control System, estreia na CB 1000R. Ele permite que o smartphone seja conectado, possibilitando o condutor desfrutar de facilidades como gestão de chamadas telefônicas, mensagens, seleção de músicas e navegação durante a pilotagem.

Para tal é necessário usar capacete com sistema de áudio e microfone incorporado, que se conecta ao smartphone e painel de instrumentos via Bluetooth. A gestão do sistema HSVCS também pode ser feita a partir dos botões do punho esquerdo do guidão. Uma porta USB-tipo C localizada sob do banco do passageiro permite recarrega de smartphones.

Honda CB 1000R: Motor

 • Quatro cilindros em linha, derivado do motor da CBR 1000RR
• Potência de 142,8 cv e torque de 10,2 kgf.m
• Sistema de acelerador eletrônico TBW — Throttle By Wire
• Injeção eletrônica PGM-FI reprogramada, melhor resposta ao acelerador

 O motor DOHC quatro cilindros em linha de 998 cc da CB 1000R tem sua origem na CBR 1000RR Fireblade. Adaptado para o uso na naked, a faixa vermelha do contagiros começa a 11.500 rpm, com o limitador de rotação entrando em ação às 12.000 rpm.

A CB 1000R 2022 recebeu afinações otimizadas no sistema PGM-FI, o que resultou em entrega de potência mais progressiva e melhores respostas ao acelerador.

 O elevado torque, que é sentido especialmente na faixa entre 6.000 e 8.000 rpm, oferece uma experiência de pilotagem prazerosa. Entusiasmante. As acelerações são rápidas e as  retomadas de velocidade praticamente dispensam o uso intensivo do câmbio.

 A nova caixa do filtro do ar assim como os dutos de admissão e o próprio filtro do ar proporcionaram melhoria na admissão de ar no motor. Tal mudança reduziu as perdas de pressão, alimentando de modo mais eficaz os corpos de borboleta de 44 mm de diâmetro ligados a câmaras de combustão cuidadosamente desenhadas, onde trabalham pistões de alumínio forjado.

Aceleracões fortes

O escalonamento do câmbio privilegia acelerações fortes, especialmente entre os 30 e os 130 km/h. A nova embreagem assistida/deslizante exige mínimo esforço para seu acionamento e é perfeitamente dimensionada para reduções rápidas e fortes, típicas da pilotagem esportiva.

 O escape 4-2-1, com 4 catalisadores de curtas dimensões dentro da câmara principal, além de contribuir para a redução geral do peso, favorece a potência em médias rotações. A sonoridade foi aperfeiçoada e acima das 5.500 rpm a “voz” do motor da CB 1000R fica mais profunda e intensa.

 Sistemas eletrônicos do motor

• Três modos de pilotagem padrão mais um personalizável
• Três níveis de potência, freio-motor e controle de tração HSTC
• Quickshifter (exclusivo Black Edition)

O sistema TBW — Throttle By Wire de acelerador eletrônico permite ao condutor um controle preciso do potente motor da CB 1000R. São três modos de pilotagem disponíveis de série, mais o modo USER, personalizável. A seleção dos modos é realizada no punho esquerdo, com visualização pelo painel de instrumentos TFT.

São três níveis de potência (P), freio-motor (EB) e controle de tração (HSTC) disponíveis; o sistema HSTC também pode ser desativado. Estes três modos oferecem diferentes combinações de cada parâmetro.

Modos de condução

O modo RAIN usa a definição de potência mais baixa e menos agressiva e efeito freio-motor médio e controle de tração elevado. Níveis mais baixos de potência e de torque são determinados para as três primeiras marchas.

O modo STANDARD usa níveis médios de potência, freio-motor e controle de tração. Este modo suaviza a entrega de potência em primeira e segunda marchas, e usa uma curva pouco abaixo da do modo SPORT, com torque reduzido quando o acelerador está parcialmente aberto.

O modo SPORT usa o nível mais elevado de entrega de potência e os níveis mais baixos de freio-motor e de controle de tração, oferecendo assim o máximo de potência e torque em todas as seis marchas e em toda a faixa utilização, com o mínimo de intervenção do sistema HSTC.

Finalmente, o modo USER permite ao condutor escolher entre três definições de cada parâmetro e registra tais opções.

Ciclística

• Chassi monotrave tipo Diamond de aço
• Suspensão dianteira Showa SFF-BP regulável
• Suspensão traseira monobraço, monoamortecida, regulável
• Freio dianteiro com pinças radiais

Na parte ciclística a CB 1000R não sofreu alterações para 2022. O chassi de aço monotrave tipo Diamond tem duas robustas placas de alumínio na região do eixo que liga a longa balança de suspensão traseira (574,2 mm) tipo monobraço ao chassi.

O cáster é de 25° e o trail de 100 mm. A distância entre eixos tem 1.452 mm e o peso a seco é de 200 kg para a versão CB 1000R e 201 kg para a exclusiva versão Black Edition. A distribuição do peso entre a dianteira e a traseira é de 48,5% — 51,5%.

A posição de pilotagem permite uma natural inclinação à frente do condutor graças ao triângulo formado pelo guidão largo de alumínio, banco a 830 mm de altura do solo e pedaleiras levemente recuadas.

O tanque de combustível é largo, mas com reentrâncias laterais para dar espaço aos joelhos.

Suspensão

A suspensão dianteira é uma Showa SFF-BP — Separated Function Fork Big Piston, com amortecimento em uma das bengalas e a função de mola na outra. Tal arquitetura permitiu reduzir o peso e conciliar plena eficiência e conforto em uma ampla gama de utilizações.

O monoamortecedor traseiro Showa possui regulagem da pré-carga da mola e do amortecimento em extensão.

 A frenagem com sistema ABS de dois canais está a cargo de cálipers de freio de quatro pistões em montagem radial que atuam em discos flutuantes de 310 mm de diâmetro. Atrás o disco tem 256 mm de diâmetro e cáliper de dois pistões.

As novas rodas de sete raios em alumínio fundido e de design elaborado exalam elegância e ousadia; o pneu traseiro tem medida 190/55 ZR17 e à frente o pneu é 120/70 ZR17.

Comentários