DM Games

CEO da Sony se arrepende de declaração sobre jogos antigos

Jim Ryan, mencionou ter visto os games que saíram desde o PS1 até o PS4, não acreditando que alguém pudesse ver aquilo e ainda ter vontade de jogar as versões de PS1 e PS2

diario da manha
Foto/Reprodução - Tecmundo.

Durante uma entrevista com o site Axios, o CEO da Sony Interactive Entertainment. Jim Ryan, comentou como se arrepende de uma declaração sobre jogos antigos que fez ainda em 2017. Para quem não lembra, Ryan está falando de um comentário dado em entrevista à publicação Time sobre uma comparação dos jogos antigos da franquia Gran Turismo com os mais recentes.

Na época, ele mencionou ter visto os games que saíram desde o PS1 até o PS4, não acreditando que alguém pudesse ver aquilo e ainda ter vontade de jogar as versões de PS1 e PS2. É claro que isso não caiu bem com fãs da franquia, mas também pegou mal pelo fato da Sony não ter um bom histórico de suporte com jogos mais velhos no geral.

Segundo Ryan, o que ele quis dizer é que estava impressionado com a evolução dos jogos ao longos dos anos, mas que não conseguiu se expressar da maneira que deveria, o que causou o mal entendido. O CEO ainda confirmou que nunca desejou passar a ideia de que não gosta ou não respeita as origens dos jogos de PlayStation.

Embora seja legal saber disso, seria ainda melhor se a Sony realmente fizesse algo que demonstrasse seu carinho pelos jogos antigos e seus fãs. Mesmo no PS5, somos capazes de jogar apenas games de PS4, com muitos títulos de PS3 e PS2 só disponíveis para assinantes do PS Now, que é um serviço que não é oferecido em muitas regiões do mundo.

Com tantos games fantásticos das gerações passadas dos consoles da Sony, seria realmente interessante ver um suporte maior para eles. E você, também gostaria de aproveitar a vasta biblioteca de jogos do PS1, PS2 e PS3 no PlayStation 5? Nos conte nos comentários quais títulos sente falta de jogar hoje em dia!

*Com informações dTecmundo

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe DM Online www.dm.jor.br pelo WhatsApp (62) 98322-6262 ou entre em contato pelo (62) 3267-1000.

Leia também:

Comentários