Economia

Bares e restaurantes na expectativa para bons lucros

Proprietários apostam na criatividade e reforçam os estoques para atender aumento da demanda

diario da manha

Cristiano Martins,Especial para o Diário da Manhã

A melhor época dos negócios para bares, restaurantes, bufês e espaços para eventos é comemorada por empresários. Movimentados pelas férias de julho e confraternizações, empresários do setor estão otimistas para a temporada e acreditam em um crescimento de até 35% no faturamento em relação aos meses anteriores. Entre julho e agosto, o segmento movimenta R$ 1,5 bilhão em Goiás.

Faltam poucos dias para as férias de julho e a expectativa é de aumento nos lucros para os  proprietários de bares e restaurates, principalmente nos shoping centers. Para receber milhares de pessoas, os proprietários de bares e restaurantes reforçam os estoques para atender ao aumento da demanda.

De acordo com Elpidio Fiorda, proprietário de dois estabelecimentos na Capital,  julho e agosto serão meses de maior circulação de pessoas nos bares, restaurantes e lanchonetes de Goiânia. Movimentando a economia e o turismo na cidade, a expectativa é ótima e as férias de julho é muito positiva para a economia local: “Com certeza movimenta bares, restaurantes, clubes e prestadores de serviços. Isso é ótimo para o município”.

“Os eventos corporativos dobram o faturamento do setor nos próximos meses e os espaços vão ficando cada vez mais escassos”, comenta Elpidio. No Assoluto, o faturamento cresce 50% neste período.

Apostando na boa fase, Elpidio inaugurou recentemente mais um empreendimento no setor de alimentacao no Shopping Passeio das Águas. Com a proposta de oferecer comida com um sabor regional, o Bar do Elpidio Empório e Restaurante já fez a compra de bebidas e dos alimentos que vai vender nos dias de férias e reservou um espaço tipo “camarote” para os clientes. O cardápio foi elaborado com a consultoria do chef de cozinha Willian Schawatz e o comando segue com o chef Danilo Godoy. As instalações do empreendimento foram ilustradas com a iconografia goiana. Imagens dos casarões da cidade de Goiás e Pirenópolis ornamentam as paredes. Uma escultura de Cora Coralina, em tamanho real, homenageia a poetiza maior, onde os clientes podem sentar ao lado para tirar fotos. O bar fica na área externa e compõe a alameda gastronômica do shopping. A obra é assinada pela arquiteta Érika Verediana.  Inovação, beleza e aconchego são características do espaço e as apostas de Elpidio para aumentar os lucros.

Mary Fonseca, proprietária de um restaurante, também espera um aumento nos lucros: “Compramos o dobro de comida e bebidas e preparamos um estoque grande”, disse.

Em um tradicional restaurante de Goiânia, a demanda também aumentou muito para as férias. De acordo com o dono do estabelecimento, só para os primeiros dias do mês de julho já foram feitas mais de 15 reservas para empresas. Entre as muitas opções do cardápio, o rodízio de pizza está no topo da lista de pedidos, além de cervejas e refrigerantes. O dono, que não quis estimar o índice de aumento na procura, lembra, no entanto, que apesar do grande movimento e do lucro, o mês também traz inúmeras contas, bem como horas extras dos funcionários.

E se a intenção é descontrair e animar, uma boa música não pode faltar. O cantor Eddy, famoso por tocar e cantar nas principais casas noturnas da região, também está com a agenda lotada. “Na verdade, nesta época, nós, artistas, tocamos mais ainda nos dias de semana, e nos finais de semana tem sempre shows sábado e domingo à tarde, diferentemente de outros meses”, destacou o músico, acrescentando que os bares também perceberam que, com apresentação ao vivo, o volume de pessoas aumenta. “Mais estabelecimentos investem em música ao vivo nessa época e alguns acabam mantendo ao decorrer do ano”, afirmou.

Comerciante investe na criatividade e atrai visitantes
Comerciante investe na criatividade e atrai visitantes

 

Comentários

Mais de Economia