Economia

Bernardo Sayão de mãos dadas

Abraço coletivo demonstrou a união e a força do comércio local

diario da manha

A Avenida Bernardo Sayão teve suas calçadas tomadas, na manhã de ontem, por um gesto de amor e carinho à passarela da moda. Por volta das 8h30, lojistas, colaboradores e comunidade local formaram uma corrente humana com o objetivo de demonstrar à população a união e a força econômica do setor confeccionista da região.

Um carro de som percorreu os três quilômetros de extensão da avenida para ajudar na mobilização. Comerciantes e funcionários foram para a porta das lojas e, de mãos dadas, participaram do abraço coletivo. Como foi o caso da comerciante Poliana Lopes Mendes. “Estou otimista, o ato simbólico foi muito bom para divulgar a avenida. Temos o diferencial de ter boas mercadorias e estamos lutando, a cada dia, para aumentar as vendas”, disse.

“Somos os maiores responsáveis pelo turismo de negócios em Goiás e estamos preparados para receber cada vez mais clientes, comemorou o presidente da Associação Comercial e Industrial da Avenida Bernardo Sayão e região (Acibs) e idealizador do evento, Cairo Myron Ramos.

Gerente de uma das lojas da região, Alessandra Marcussi participou da ação e avaliou de forma positiva a iniciativa. “Foi um gesto importante para chamar atenção das pessoas para a pujança da avenida da moda. Estamos confiantes que as coisas vão melhorar”, afirmou.

O abraço coletivo reuniu mais de cinco mil pessoas.

 

Concorrência

Questionado sobre a concorrência e dificuldades em relação às vendas da avenida, o presidente da Acibs explicou que a crise não atinge de maneira acentuada o setor. “Hoje, por conta da crise que acontece de forma geral, no Brasil, houve uma queda natural de 10 a 20 por cento nas vendas”, esclareceu. “Por isso, é na adversidade que devemos mostrar a união”, completou.

Cairo disse ainda que os outros polos confeccionistas de Goiânia – como o do Setor Campinas e o da Rua 44, no Setor Norte Ferroviário – não interferem diretamente na vendas da Bernardo Sayão, por atingirem públicos distintos. “Estamos trabalhando para fazer a diferença em prol do polo da moda goiana. Na Bernardo Sayão, atendemos públicos de todos os perfis. Esse é o grande diferencial em relação aos demais”, concluiu.

 

investimentos

Para atender melhor às demandas dos comerciantes da Avenida Bernardo Sayão, a Acibs está com uma agenda positiva de ações e lança amanhã, o 1º Encontro de Negócios da Moda Goiana. O projeto promete atrair novos clientes para a avenida, aumentar as vendas e movimentar o turismo de negócios na passarela da moda. “São milhões de reais que sãos deixados aqui toda semana gerando lucro e enriquecendo a nossa cidade”, declarou.

A Avenida Bernardo Sayão é considerada o maior polo de confecções de Goiás e disponibiliza, para todo Brasil, um centro de compras que desperta o interesse dos mais diversos consumidores e investidores.

 

Comentários

Mais de Economia