Economia

MTE recebe relatório do Banco Mundial

Parceria permitirá o aprimoramento das políticas públicas do Brasil

diario da manha

 

Da Redação

O ministro do Trabalho e Emprego, Manoel Dias, recebeu, na quinta-feira (18), representantes do Banco Mundial que entregaram a prévia dos resultados de dois estudos realizados em parceria sobre o emprego no Brasil. O primeiro relatório aborda as ações do MTE a partir das políticas ativas de emprego e seus principais aspectos técnicos e operacionais. Já o segundo, baseado nas medidas do governo federal, aborda o crescimento da empregabilidade, o desempenho da qualificação da mão de obra e inclusão produtiva no país. Os documentos serão lançados em setembro deste ano.

Para o ministro, a parceria é importante para fortalecer e consolidar a política de emprego nacional. “As parcerias, como a realizada com o Banco Mundial, nos ajudam a elaborar e fortalecer os programas do Ministério do Trabalho e Emprego”, afirmou Dias. As atividades com o Banco Mundial foram iniciadas em 2013 e tiveram em sua agenda reuniões e visitas técnicas com o governo federal.

Os relatórios são fruto de informações colhidas por meio de questionários sobre cada programa e relatórios públicos dos Ministérios. As recomendações se baseiam em programas para fortalecer o trabalhador e aumentar a produtividade das empresas, com destaque para os de serviços públicos, de empreendedorismo e da juventude.

Segundo o secretário de Políticas Públicas de Emprego do MTE, Giovani Queiroz, as análises reforçam o direcionamento das medidas que o Ministério tem implantado para modernizar o serviço oferecido ao trabalhador. “Esse estudo consolidará alguns conceitos que já tínhamos em relação aos programas”, afirmou.

Queiroz também afirmou que a qualificação é uma prioridade para a Pasta e que projetos estão sendo feitos para melhorar o atendimento ao cidadão. “A qualificação é o caminho para incluir o jovem no mercado de trabalho. Temos dois grandes projetos para este ano: a Universidade do Trabalhador e a ampliação da rede do Sine”, salientou o secretário.

A partir do resultado, o Banco Mundial manterá uma assistência técnica fazendo uso, também, de exemplos internacionais.

 

Documento

O estudo do Banco Mundial foi criado para consolidar informações sobre programas; pontuar os arranjos institucionais e as principais instituições intervenientes; analisar os sistemas de informação e de financiamento das diferentes políticas de mercado de trabalho e identificar experiências internacionais relevantes para a expansão das políticas de inclusão.

Comentários

Mais de Economia