Economia

Em Goiânia, preço da cesta básica apresenta queda de 0,17%

diario da manha

Segundo pesquisa divulgada pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), o preço da cesta básica em Goiânia teve uma pequena queda de 0,17% em novembro em relação ao mês de outubro.

A redução foi mantida em 17 das 21 cidades onde são pesquisados os preços. Em Goiânia, a cesta básica custou R$ 361,96 no mês passado. Em 12 meses, a variação foi de aproximadamente -7% e, nos 11 meses de 2017, de -6%.

Nos meses de outubro e novembro, ao todo, oito itens tiveram uma redução de preço: açúcar cristal (-5,42%), tomate (-4,62%), feijão carioquinha (-4,41%), manteiga (-2,08%), leite integral (-1,44%), café em pó (-082%0, óleo de soja (-0,74%) e carne bovina de primeira.

Já o arroz agulhinha e o pão francês não variaram, no entanto a batata, a banana e a farinha de trigo, apresentaram as respectivas altas: 12,99%, 4,44% e 0,24%.

Com base na cesta mais cara, a de Porto Alegre (RS), e na metodologia adotada há décadas, o Dieese estima

De acordo com a cesta básica mais cara, a de de Porto Alegre (RS), e na metodologia adotada pelo centro de pesquisa Dieese, o salário mínimo necessário para suprir as despesas de uma família, segundo a a Constituição Federal (alimentação, moradia, transporte, saúde, educação, vestuário, higiene, lazer e previdência), necessitaria ser 3,98 vezes o mínimo atual ou de R$ 3.731,39.

Em Goiânia, a cesta básica de novembro correspondeu a cerca de 42% do salário mínimo líquido.

Foto/ Reprodução

Comentários

Mais de Economia