Coronavírus

Renda Família: projeto de auxílio de R$ 300 é enviado à Câmara de Goiânia

A proposta, nomeada de Renda Família, pretende beneficiar 50 mil famílias que estão passando por dificuldades financeiras durante a pandemia. Projeto agora deve ser analisado pela Comissão de Constituição de Justiça (CCJ)

diario da manha

Na manhã desta terça-feira (2) o prefeito de Goiânia, Rogério Cruz (Republicanos), enviou à Câmara Municipal, o projeto de lei que cria o auxílio emergencial de R$ 300 na capital. A proposta, nomeada de Renda Família, pretende beneficiar 50 mil famílias que estão passando por dificuldades financeiras durante a pandemia.

A apresentação do projeto foi feita pelo gestor aos vereadores da capital na Câmara Municipal. Agora, a proposta deve ser analisada pela Comissão de Constituição de Justiça (CCJ). Caso aprovado, o Renda Família segue para primeira votação. A informação é do G1.

Se os vereadores votarem a favor, o texto então segue para a Comissão de Finanças, Orçamento e Economia, onde será avaliada a viabilidade dele. Após isso, o projeto passa pela segunda votação e, se aprovado, para sanção ou veto do prefeito.

Como funciona o auxílio do Renda Família

Segundo Rogério Cruz, o projeto de auxilio propõe que benefício seja disponibilizado através de um cartão do Renda Família. Esse cartão terá um saldo mensal de R$ 300 que serão depositados durante seis meses.

“Será feito um cadastro e gerado um cartão, que será entregue a cada família, preferencialmente, às donas de casa para cuidar da alimentação. Não resolve o problema todo, mas é uma ajuda para não faltar alimento”, ressaltou o prefeito.

O prefeito ainda esclareceu que o projeto tem como requisito beneficiar as famílias que não tenham nenhum membro empregado e que morem em residências com valor estimado em até R$ 100 mil.

De acordo com Rogério Cruz, o orçamento inicial para esse programa é de R$ 7 milhões. “Sabemos que é possível pelos impostos recolhidos. Temos agora o pagamento do ITU e IPTU. São formas de termos renda para ajudar essas pessoas. Lembrando que essa renda ‘volta’ de certa forma, porque movimenta a economia”, disse.

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe DM Online www.dm.jor.br pelo WhatsApp (62) 98322-6262 ou entre em contato pelo (62) 3267-1000.

Comentários