Economia

Goiânia, capital do agronegócio

Segundo os defensores do projeto, novos negócios envolvendo grandes empresários, devem aportar em Goiânia em decorrência dessa condição

diario da manha
O prefeito Rogério Cruz recebeu ontem à tarde em seu gabinete uma comissão de agropecuaristas e vereadores

O prefeito Rogério Cruz recebeu ontem à tarde em seu gabinete uma comissão liderada pelo agropecuarista Amarildo Pires e pelo vereador Cabo Senna (Patriota) para apresentar uma proposta de tornar Goiânia a capital do agronegócio. Valéria Pettersen, secretária de Relações Institucionais da Prefeitura Municipal, participou da reunião. O prefeito goianiense apoiou a ideia, concordando com propositura de Senna, através de projeto de lei.

Cabo Senna ressaltou a importância da iniciativa sugerida por Amarildo Pires, um goiano de Bela Vista de Goiás, que foi servente de pedreiro. Após mudar-se para a capital goiana passou por necessidades, abrigando-se à noite debaixo de marquises na Avenida Anhanguera. Numa luta sem fim, estudou, diplomou-se pela Católica. No trabalho, atuou no Agrobanco, no BEG e finalmente alcançou a vice-presidência do Banco Safra, em São Paulo. Depois de Henrique Meirelles é o único goiano a ocupar posição de destaque no mundo financeiro do Brasil.

Em Bela Vista comprou uma pequena propriedade e a transformou numa propriedade modelo para o Brasil e o exterior. Hoje, a Estância Tamburil detém um dos maiores bancos de melhoramento genético do mundo, envolvendo o Gir Leiteiro e o Girolando. Homem de visão entende a necessidade de elevar Goiânia à condição de Capital do Agronegócio. Amarildo é convencido que “a cidade é sustentada por 80% do capital da cadeia agropecuária”. E exemplifica: “Veja a rede hoteleira, os supermercados de renome internacional, e comércio”. E observa que novos eventos agropecuários poderão ser realizados.

Segundo ele, novos negócios, envolvendo grandes empresários, devem aportar em Goiânia em decorrência dessa condição. “O marketing será feito em todo mundo, sem maiores gastos, porque esse título vai pegar”, sustenta Amarildo que se tornou recentemente Cidadão Goianiense.

Ele confessou ao prefeito que “uma semana antes de Maguito Vilela falecer, trocou ideia com o prefeito eleito, que concordou com a ideia”. Rogério Cruz aquiesceu e demonstrou estar consciente para a importância do agro tanto em Goiânia quanto noutros municípios. A reunião se encerrou com Amarildo presenteando o prefeito uma vaquinha feita de barro, simbolizando uma matriz leiteira de alta produtividade na Estância Tamburil.

Comentários