Educação

Sobre aula presencial ministro afirmou: "se dependesse de mim, voltaria amanhã"

Milton Ribeiro declarou que um protocolo sobre a retomada das atividades nas escolas está sendo elaborado pela pasta

diario da manha
Foto: Reprodução

Milton Ribeiro, ministro da Educação, ressaltou nesta quinta-feira (17), que o cargo está no término de um protocolo de biossegurança para a retomada das atividades escolares, com foco na educação básica. Ele confirmou também que se dependesse dele a aula presencial “voltaria amanhã”, mas há riscos a serem julgados.

“Se dependesse de mim, voltaria amanhã. Mas tem os riscos. E o MEC não tem esse poder. É uma questão de segurança, não podemos colocar em risco as crianças e os adolescentes. Estamos trabalhando para o retorno o mais breve possível, para a gente pegar esse fim de ano e deixar a criançada animada para o ano que vem”, considerou Ribeiro, em audiência pública na Comissão da Covid-19 do Congresso Nacional.

Segundo no site Metrópoles, aos parlamentares, o ministro argumentou que o protocolo não será elaborado apenas pela cúpula do ministério, mas em parceria com o Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime).

“[O protocolo servirá para] darmos aos alunos condições de segurança mínima nesse possível retorno às aulas. Essa ação vai atingir, segundo cálculos do MEC, 36,8% milhões de alunos”, apontou.

Entre as advertências do protocolo, constarão diretrizes de higiene, número máximo de alunos por sala de aula, distanciamento mínimo e parâmetros para o preparo da alimentação escolar.

Transferência

O ministro reforçou que o Ministério da Educação (MEC), deve repassar R$ 525 milhões às instituições de ensino básico do país, para o enfrentamento das consequências relativas à pandemia da Covid-19.

O repasse deve acontecer pelo Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE) e servirá para aquisição de itens de higiene, contratação de serviços especializados, serviços de ambiente, pequenos reparos e e adequação das salas e ambiente. Parte dele vai entrar como melhoria do acesso a alunos e professores.

Comentários