Educação

Colégios privados do DF voltam às atividades presenciais nesta segunda-feira

Suspensão, por causa da pandemia, começou em março. Segundo escolas, cerca de 9 mil alunos devem retornar

diario da manha

Alunos do ensino médio e profissionalizante do Distrito Federal, retornam com as atividades presenciais nesta segunda-feira (26), após ficarem suspensas ha sete meses por conta da pandemia do novo coronavirus.

A retomada acontece quase um mês após o retorno dos ensinos infantil e fundamental I e II. De acordo com as escolas, cerca de 9 mil dos 28 mil estudantes matriculados devem voltar aos colégios.

No Distrito Federal, as aulas foram suspensas no dia 11 de março. Após liberação, por parte do GDF, as escolas particulares começaram retomar e estabeleceram um calendário para o retorno:

  • 21 de setembro: Educação infantil e ensino fundamental.
  • 19 de outubro: Ensino fundamental II
  • 26 de outubro: Ensino médio e Profissionalizantes

Mesmo com o retorno das aulas presenciais, os pais e responsáveis pelos alunos dos colégios particulares, podem optar por permanecer com as aulas remotas.

Na rede pública, não há data para que os estudantes voltem às aulas presenciais. De acordo com a Secretaria de Educação, este ano, as unidades de ensino permanecerão fechadas.

Para os colégios privados voltarem com as atividades presenciais, precisam cumprir uma série de protocolos para evitar a contaminação pela Covid-19:

  • Fornecimento de luvas descartáveis, protetores faciais, aventais e outros aparatos
  • Uso de gorros e jalecos nas situações de alimentação e contato com as crianças.
  • Exigência o uso dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs)
  • Fornecimento de máscaras, pelos empregadores aos empregados.
  • Limitação máxima de 50% do contingente de alunos por sala em aulas presenciais.
  • Afastamento imediato de trabalhadores e alunos infectados até a recuperação.

O presidente do Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino (Sinepe), Álvaro Domingues, reforça que as unidades de ensino privadas continuarão oferecendo o ensino remoto.

Domingues ressalta que os alunos do Ensino Médio tem mais autonomia e, por isso, podem manter o ensino à distância.

Comentários