Entretenimento

LabLUXZ _ (SP) e Coletivo Tectônica (DF)

diario da manha

O Jardim Botânico vai ga­nhar um clima especial com a programação do Por Acaso – Tardes de Improviso deste sábado (28), 17 horas, no Projeto Casa Fora de Casa – Táti­cas Urbanas. Além da apresenta­ção do grupo ¿por quá?, oportu­nidade para o público participar, interagir com o grupo, tocar, dan­çar e se expressar por meio do movimento corporal, haverá tam­bém a participação de dois outros grupos: o Tectônica (DF), coletivo de dançarinos de Contato Impro­visação e o coletivo LabLuxz (SP), com projeções artísticas de luz e laser como intervenção no cená­rio natural do Jardim Botânico.

Como um laboratório produ­tivo experimental analógico e di­gital nômade de ocupação dos espaços por meio da luz, o La­bLUXZ_ trabalha o conceito de “disparos estéticos” por meio da LUXZ_ – dispositivo para perfor­mance corporal, como forma de atuação de uma guerrilha estéti­ca no contexto político atual da sociedade do espetáculo. Movi­dos pelo desafio de explorar a luz e o laser na construção de lingua­gem, o grupo de São Paulo La­bLUXZ_ já colaborou em projetos de destaque, ocupando espaços como o festival 4º SP Na Rua, o aniversário de sete anos do La­boratório Fantasma no show de Emicida, a Cryptorave no Cen­tro Cultural São Paulo (CCSP), o projeto Nave no Sesc Vila Ma­riana, a apresentação da Ava Ro­cha no Teatro Oficina e a perfor­mance 111, realizada por Nuno Ramos em memória aos assassi­nados na Chacina do Carandiru.

Já o Coletivo Tectônica é for­mado por artistas independentes, com distintas trajetórias de parce­rias entre seus integrantes, que se uniram em 2017 para investigar a linguagem do Contato Improvisa­ção e da dança contemporânea. O grupo foi organizador do Micro­festival de Contato Improvisação, evento independente que trouxe para Brasília os artistas Cristia­no Karnas e Tica Lemos – quem introduziu a prática do Contato Improvisação no Brasil e criou a companhia Nova Dança 4 em São Paulo, além de colaborar com o projeto DF Improvisa Dança – 2ª Edição Latinamérica, evento em fase de pré-produção que conta com o apoio do FAC-DF.

SOBRE O ¿POR QUÁ? GRUPO QUE DANÇA

O ¿por quá? é um grupo que dança com um imaginário de pesquisa lúdica e mundana. Pri­ma pela dança-acontecimen­to, dança curiosa e desobedien­te que passeia por uma estética contemporânea popular, se é que isso existe. Fundado no ano de 2000, na cidade de Goiânia-GO, tem como foco a democratização e convocação à experimentação artística para o alcance e conquis­ta de uma certa autonomia cele­brativa da dança. Pesquisa atual­mente ações de estética cotidiana pop e de gênero duvidoso. O gru­po é o residente fundador da ca­sacorpo, onde realiza seus proces­sos de criação, ensaios, reuniões, aulas e o que mais inventar.

Formado por Luciana Ribeiro, Hilton Júnior e Luciana Celesti­no, realiza ações artísticas que envolvem intervenções, espetá­culos, oficinas, palestras. Possui significativa participação na cena artístico-cultural da cidade de Goiânia e já se apresentou pelo interior do Estado, por outras ci­dades do Brasil e na América La­tina. Foi contemplado em editais públicos de cultura municipal, estadual e nacional.

ÚLTIMA SEMANA DO CASA FORA DE CASA

Esta será a última semana de atividades do Casa Fora de Casa – Táticas Urbanas, que começou em março. Em sua segunda edição, o projeto es­colheu o Setor Pedro Ludovi­co para uma série de ações, a fim de unir moradores locais e da região para abraçar o bairro e repensar a utilização dos es­paços públicos. A iniciativa foi idealizada pela urbanista e ar­quiteta Carol Farias e pelo co­municólogo português André Gonçalves, fundadores do es­túdio Sobreurbana, elo entre os diferentes profissionais que conduziram as oficinas e ações.

“Durante estes últimos dois meses tivemos mais de duas de­zenas de atividades em vários espaços do Setor Pedro Ludo­vico para capacitar e incenti­var a população a olhar a cida­de com outros olhos, questionar como ela é construída e assu­mir maior protagonismo na sua transformação. Temos recebido um feedback maravilhoso das pessoas, que já nos perguntam onde e quando vai ser a próxi­ma edição, mas ainda não ter­minou. Este sábado é uma ex­celente oportunidade para ficar em casa, fora de casa, conosco no Jardim Botânico”, completa André Gonçalves.

PROGRAMAÇÃO DE SÁBADO (28)

Casa Fora de Casa –Jardim Botânico

Por Acaso – Tardes de Improviso

Participação especial dos grupos LabLUXZ_ (SP) e Coletivo Tectônica (DF)

Horário: 17 horas (livre)

ENTRADA FRANCA

 

tags:

Comentários

Mais de Entretenimento

10 de julho de 2019 as 09:38

HORÓSCOPO 10/07/2019

9 de julho de 2019 as 11:36

Cuphead vai se tornar série na Netflix

25 de maio de 2019 as 19:51

Atriz Lady Francisco morre no Rio